Header Ads

Longe do acaso, próximo do paraíso

Duelo entre opostos no Estádio Rei Pelé nesta terça-feira (11). A equipe da casa, motivada por bons resultados conquistados com seu novo comandante buscava mais pontos para serem conquistados. Já o visitante, em uma crise crescente no elenco que só faz afundar na competição buscava conquistar pontos importantes fora de casa.

Ficha técnica

CRB: Kölln; Marcos, Adalberto, Boaventura e Diego; Yuri (Rodrigo Souza), Danilo Pires, Edson Ratinho e Élvis (Tony); Erick Salles (Maílson) e Zé Carlos.

Figueirense: Saulo; Weldinho (Patrick), Marquinhos, Leandro Almeida e Juninho (Iago); Zé Antônio, Dudu Vieira, Robinho, Jorge Henrique (Índio); Luidy e Henan.

O jogo

Diante de tantas preocupações por questões administrativas e o elenco tendo péssimos resultados nas últimas partidas, o Figueirense começou de forma voraz a primeira etapa. Foi agredindo o mandante, tentando criar oportunidades e não tendo medo do que poderia acontecer. O defensores do Regatas mantiveram a postura, e agradeciam pelo grande trabalho feito de Edson Kölln no gol. O arqueiro fazia belas defesas e contava com o suporte dos demais jogadores na área defensiva. Os gols demoraram para acontecer no primeiro tempo, mas aconteceram. O Galo tentava sufocar, esbarrava no goleiro. Adalberto tentou de cabeça, foi um verdadeiro "chute com a cabeça". Mas o goleiro defendeu em dois tempos.

Ainda haveria um lance que daria o que falar. Após chute, a bola bate na coxa do defensor do Figueirense e acaba resvalando no braço, interferindo a trajetória da bola. Poderia ser marcado o pênalti, mas o Regatas não teve essa sorte.

Então, aos 36', Danilo Pires livre pela direita executa um passe cirúrgico tendo o meia Élvis como destino. O meia em velocidade chegou à bola, já na área e finalizou sem ângulo. A bola por sua vez entrou no único lugar que podia passar e balançou as redes. CRB 1 a 0 Figueirense.

Continuando em cima, mas também sendo eficiente. Foi assim que o Galo continuou o primeiro tempo. Marcos Martins, Diego finalizavam após entrar na área, mas a bola não entrava no gol. A melhor chance foi de Marcos, mas o lateral isolou. As chances mostravam que o Galo poderia fazer um gol logo. Aos 44', falta na entrada da área e Diego chamou a responsabilidade. O lateral chutou colocado, como de praxe, e a bola beijou o travessão. Ao dar o rebote para o chão, teve o encontro do zagueiro Flávio Boaventura. O defensor mergulhou e finalizou com os pés para ampliar o placar. O goleiro ainda tentou, mas a bola foi lá no fundo das redes. CRB 2 a 0 Figueirense.

(Pei Fon / Portal TNH1)
Foto: TNH1
Outras oportunidades foram acontecendo na segunda etapa. O Galo por sua vez teve uma oportunidade com Élvis, logo no começo. O meia recebeu de Zé Carlos, fintou e quase marcou um belo gol. O Figueira mostrava que não estava entregue, e foi aos 6' que conseguiu diminuir o placar. A defesa cochilou, Índio roubou a bola e lançou Henan. O atacante recebeu nas costas de Marcos Martins e conseguiu diminuir o placar.

As alterações do Galo na partida foram acontecendo, já que a necessidade de neutralizar o adversário era grande. A primeira foi a entrada de Maílson, já que Erick Salles havia sentido dores aos 8'. A segunda por sua vez foi para promover a estreia de Rodrigo Souza. O volante entrou no lugar de Yuri aos 24'.

E já no final, para tentar melhorar a armação das jogadas, Tony entrou no lugar de Élvis aos 37'.

Maílson teve algumas oportunidades que não se pode perder, e assim o placar continuou 2 a 1. O Galo conseguia se defender bem, aproveitando os erros de passe e finalização do adversário. Mas na hora do contra-ataque o mesmo acontecia com os alvirrubros. O jogo teve seu fim aos 49'.

Próximo jogo

E a próxima partida será importantíssima para o Regatas. Contra o Internacional neste sábado (15) às 16h30 novamente no Rei Pelé. As equipes são as duas primeiras fora do G4 e querem encostar o máximo possível nos quatro primeiros. O Inter pode entrar no grupo dos quatro melhores caso vença a partida, já o CRB precisa de uma simples combinação de resultados para entrar, mas tem que vencer.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.