Header Ads

Do céu ao inferno, digo, ao Diavolo: Bonucci acerta ida para o Milan

Allegri e Bonucci já haviam divergido duramente algumas vezes (foto: LaStampa.it)
A noite de quarta-feira apresentou uma bomba gigantesca e inesperada no futebol italiano. Em ligação que parecia inocente, o agente do zagueiro Leonardo Bonucci, da Juventus, revelou estar trabalhando para a saída dele do clube. A quinta foi bombástica em todo lugar que se fala do Calcio. Hoje (sexta) o acerto. Causas, casos, custos, valores... Destrinchemo-nos juntos.

O canal italiano Sportitalia tem consigo um programa chamado Speciale CalcioMercato (sim, muitas emissoras lá tem programas que falam apenas de mercado da bola) e neste, uma das belas moças que colabora com o mesmo havia ligado para o agente Alessandro Lucci, de Bonucci e outros, e a resposta sobre o futuro do jogador foi realmente surpreendente. Na quinta de manhã todos já falavam e estampavam a negociação em andamento com o Milan mais do que bombástica e inesperada. Ídolo da Juve, Alessandro Del Piero chegou a dizer que achou que fosse brincadeira, este que vos fala achou que era outra especulação priva de fundamento, mas confiando nas pessoas certas e com o andamento das novidades todos realmente perceberam que as coisas estavam encerradas com o negócio sendo definido em algumas horas: € 40 milhões limpos para a Juventus, Bonucci para o Milan.

Leonardo era visto como ídolo na Juventus e renovou seu contrato em 2017 ganhando €5,5 milhões por temporada. O jogador teve um desentendimento com Allegri aberto quando ficou de fora do jogo contra o Porto em Portugal pela Uefa Champions League, onde relatos dão conta de que os companheiros ficaram do lado do treinador e não do atleta. Os problemas não foram definidos até o final da temporada e as férias não o fizeram mudar de ideia quanto a sair. Tudo já estava definido, mas não para onde. O zagueiro tido como um dos melhores do mundo sofreu fora de campo com um problema grave de saúde do filho pequeno durante a temporada e ainda sim sempre deu tudo em campo pelo clube (em todos os sete anos onde foi duramente criticado por atuações e não vitórias onde a culpa foi colocada, injustamente a meu ver, sobre as costas do até então camisa 19). Falou-se muito de que Leo tem personalidade forte e autoritária, de forma desequilibrada com as ideologias de Allegri a ponto de que pra muitos sairia A ou B da Juve. O treinador renovou e o incomodado com isso sairá da multicampeã onde o céu está limpo e sereno para o Diavolo, o Milan, pois o desejo do mesmo e sua família é o de permanecer na Itália. Na Juve, os descontentes não ficam e manter alguém em tal infelicidade e que não renderia talvez como o desejado fizesse com que culminassem os acertos.

Financeiramente falando, apesar de ainda não oficial, fala-se em €8 milhões limpos para o jogador além de outros €2 milhões possíveis de salário, tornando-o assim o jogador mais bem pago do campeonato italiano e cogitam até a pesada braçadeira de capitão dos rossoneri. De qualquer modo, Bonucci superou desconfiança, cresceu como pessoa e jogador nos sete anos na Velha Senhora onde venceu 6 Títulos Italianos, 3 Copas da Itália e SuperCopas italianas além de muito afeto por parte da maior torcida italiana quando acusações de manipulação de resultados (não confirmadas) no tempo que esteve no Bari caíram sobre o defensor.

A torcida não está feliz pela saída dele, é inegável, mas e Bonucci? Conseguirá ser o mesmo zagueiro sem Barzagli e Chiellini? Colocou-se a prova, saindo da zona de conforto... Mas com milhões a mais é confortável arriscar-se, mesmo que fora da Uefa Champions League. A Juventus permanecerá firme em sua base, com uma reforma num dos pilares enquanto o Milan leva o melhor zagueiro italiano da atualidade. O campeonato agradece (?), afinal, melhor assim para as partes envolvidas?

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.