Header Ads

Presentão: Em seu aniversário, Tigrão ganha dos pés de Moisés uma pintura de gol

Após vencer o Internacional em Goiânia, o Tigrão foi até Florianópolis enfrentar o Figueirense, no Estádio Orlando Scarpelli, onde venceu por 1x0. O único gol ou melhor um golaço foi marcado pelo atacante Moisés.

O jogo foi marcado pela marcação de ambas as equipes, com um primeiro tempo sem critiar chances reais tanto o Vila quanto o Figueirense não levou um perito se quer aos gols defendidos por Saulo é Luis Carlos.

É com a vitória, o Tigrão foi a 29 pontos assumindo a vice-liderança da competição ficando a quatro pontos do atual líder, América-MG.



Figueirense 0x1 Vila Nova. (Foto: Globo Esporte GO).
O JOGO 

Com um primeiro tempo bem truncado, os erros das duas equipes deixou a etapa inicial sem tanta emoção. Durante 45 minutos iniciais de jogo, nenhum lance de perigo foi visto. Saulo e Luis Carlos não foram acionados.

Para compensar o primeiro tempo parado, as equipes voltaram para o segundo tempo buscando jogo. E logo aos 4' Moisés recebeu no meio de campo, se livrou de Marquinhos e chutou no ângulo marcando um golaço, 1x0 Vila Nova. Atrás no placar, a equipe da casa foi para cima do Vila Nova em busca do empate.

O Tigrão teve outras duas chances reais de ampliar o placar em contra-ataques com Moisés. O atacante ficou cara a cara com Saulo, mas acabou chutando em cima do goleiro. O Vila voltou a ter outra oportunidade de liquidar a partida. Novamente com Moisés, é por mais uma vez Saulo conseguiu afastar. Já no fim, Alan Mineiro recebeu na área é chutou, mas Saulo em cima do lance afastou.

O Tigrão foi a campo sem o técnico Hemerson Maria, que foi suspenso na partida contra o Inter em Goiânia. Emerson Nunes comandou a equipe na beira do gramado. Após a partida ele  falou que apesar da vitória a equipe tem muito o que melhorar. “A intenção é melhorar cada vez mais. Temos que corrigir os erros e melhorar os acertos.”

A próxima batalha do Tigrão será na terça-feira (1), no Estádio Serra Dourada em Goiânia às 20h30 diante do lanterna da competição o Náutico. A partida mantém a sequência de três jogos de portões fechados do Tigre.

Opinião

O Vila foi a campo com dois desfalques no elenco. O técnico Hemerson Maria é o volante Geovane. Geovane peça fundamental na equipe foi substituto pelo experiente Claudinei. 


O destaque mesmo ficou por conta do sistema defensivo com Alemão e Wesley Matos, ambos bem firmes na zaga deram ainda mais confiança ao goleiro Luis Carlos que desde sua estreia ainda não tinha feito boas defesas.

Era esperado uma partida bem complicada pelo fato do Figueirense vim de derrotas é por estar na zona de degola. Não foi diferente. Foi uma partida bem truncada, ambos não queria arriscar tanto. Com isso o Vila jogaria no erro do adversário, no contra-ataque Vila teve várias chances de fazer saldo, mas não aproveitou.

No aniversário de 74 anos do clube, o presente veio do veterano Moisés. Finalmente, o atacante voltou a marcar um gol para ajudar. Poderia ter sido mais, não aproveitou ou melhor não teve fôlego para fazer os outros dois que foi defendidos por Saulo.


#VamosTigrão

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.