Header Ads

Em terra de Gralha, Urubu não tem vez

O Tricolor segue demonstrando que 2017 não é só mais um ano. É um ano diferente, um ano de esperança, um ano de expectativas. Atual 5º colocado da série B, o Paraná agora também é semifinalista da Copa da Primeira Liga, eliminando o Flamengo. A competição pode influenciar bastante na sequência Paranista na Série B, visto que uma possível final e até título, elevariam muito a moral do elenco Tricolor.

Foto: Staff Images/Flamengo
Apesar da competição estar em baixa e durante a semana ser noticiado que o Flamengo iria com o time sub20, Rueda utilizou peças vistas regularmente no time principal, como Everton Ribeiro, Geuvânio, Vinicius Jr. e Alex Muralha. No começo de jogo, a equipe Paranista sentiu o peso do jogo e demonstrava nervosismo, errando muito. Essa situação resultou em domínio amplo do Flamengo na primeira etapa, chegando a ter 75% de posse de bola.

A segunda etapa foi mais equilibrada. O Tricolor acertou o travessão com Maidana logo no início. E o Flamengo, num pênalti pra lá de polêmico, abriu o placar com Everton Ribeiro. Mas Renatinho, ou REInatinho, nem deu tempo pra comemoração e 2’ depois acertou uma bela cobrança de falta da intermediária, empatando a partida. O jogo seguiu enrolado, sem muitas emoções até o apito final.

Com o empate a classificação foi decidida nas penalidades, onde brilhou a estrela de Richard. O goleiro pegou os pênaltis de Vinicius Jr. e Lucas Paquetá e, apesar de Murilo Rangel ter desperdiçado sua cobrança, garantiu a classificação Paranista. Renatinho, Vilela, Brock, Alemão e Vitor Feijão foram os responsáveis por converter as cobranças pelo Tricolor.

Richard pega o penalti de Paquetá (Foto: Staff Images/Flamengo)
Apesar da Copa ter perdido seu principal objetivo e os clubes estarem deixando-a em segundo plano, o Torneio pode significar muito para o Tricolor. Além da compensação financeira, que chegou a R$1,2 milhões com a classificação para a semifinal, a motivação gerada por eliminar clubes da Série A e a possível conquista de um campeonato de maior escala, pode influenciar muito na reta final do campeonato brasileiro, onde o Tricolor demonstra que vai brigar até o final pelo acesso.

As semifinais da Primeira Liga já acontecem no próximo sábado (31/08), as 19h, em Belo Horizonte. Paraná e Atlético-MG já se enfrentaram duas vezes nesse ano, pela Copa do Brasil, com uma vitória para cada lado. Lisca e Micale prometem força máxima no confronto, o que valorizará ainda mais a conquista Paranista. No entanto o treinador perdeu Robson e Minho no confronto diante do Flamengo, ambos sentindo o joelho, e terá que fazer alterações, talvez até táticas.

Fellipe Vicentini | @_FellipeS
#PRaCima

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.