Header Ads

A imagem do Cruzeiro resplandece

FALA NAÇÃO AZUL, sim hoje comecei com as saudações em caps lock, já que não têm como vocês escutarem meus gritos de alegria misturado com orgulho que sinto desse time. E novamente o Cruzeiro Esporte Clube teve a oportunidade de mostrar sua força, sua garra e sangue nos olhos, já as pessoas que não são cruzeirenses e já afirmaram a eliminação do Maior de Minas, tenho um recado: Não subestimem o Cruzeiro, jamais.

Palavras não são suficientes para expressar o que cada cruzeirense está sentindo nesse momento, foi uma semana difícil, onde o assunto principal seria a suposta eliminação do Cruzeiro e o papel da torcida celeste foi ignorar tudo isso e confiar em nossa equipe, pensando nisso lotou o estádio quebrando o recorde de público, mais de 55 mil para ser exata, apostamos no peso da nossa camisa, na experiência que temos na Copa do Brasil e mais uma vez passamos por cima dos obstáculos, é uma sensação diferente quando superamos algo, e a melhor parte é que ficamos mais próximos do nosso objetivo.

Fotos: Washington Alves/Cruzeiro/Lightpresss

Foi uma longa estrada até essa tão sonhada vaga na final da Copa do Brasil e apesar de muitos duvidarem, milhões acreditavam na Raposa, e não é coincidência que dos 91 times que haviam desde a fase de grupos, o único que sobreviveu ate aqui foi o meu, o nosso Cruzeiro. Eliminando favoritos, fazendo o possível e o impossível para ser finalista, foi merecido Cruzeiro, a sua imagem resplandece.

Sobre o jogo, jogávamos contra uma desvantagem, pelo fato do jogo de ida ter ficado 1x0 para o Grêmio um empate no confronto de volta dentro do Gigante da Pampulha classificaria os gaúchos, porém um duelo de mata-mata é diferente de outros confrontos, sua duração é de 180 minutos, ou seja, não pode achar que está ganho, principalmente quando se constrói um resultado apertado, a missão da Raposa era resolver em casa e missão dada, vocês já sabem o resto da frase.

Agora vocês parem e pensem comigo, se antes do apito inicial, o coração já não estava funcionando normalmente, imaginem quando o juiz iniciou o jogo. Bom, uma primeira etapa tensa, que conseguiu ficar ainda mais tensa quando o Fábio começou a fazer grandes defesas, mas o Cruzeiro apesar de não criar tanto soube administrar bem o placar e o melhor não sofreu nenhum gol. O teste para cardíaco foi no segundo tempo.


Fotos: Washington Alves/Cruzeiro/Lightpresss


O responsável pelo nosso golzinho da salvação foi Hudson, que homem. A Raposa construiu oportunidades para evitar as penalidades máximas, uma delas foi com Raniel que por sinal, o garoto está voando e quase nos livrou dos pênaltis, entretanto não conseguimos evitar as penalidades nessa hora meu amigo, a emoção é maior que a razão. Depois de pênaltis perdidos tanto pro Grêmio quanto para o Cruzeiro, na hora certa, Fábio defendeu o chute de Luan e foi dos pés de Thiago Neves que saiu a nossa classificação. Cruzeiro classificado para final, surta ou atura. Vamos, Cruzeiro.

Paula Fernandes/@Paulinha_CEC

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.