Header Ads

Dos pés do herdeiro, a vaga foi encaminhada – mas não decidida.

Um meio-campista deslocado para a lateral de apenas 18 anos está impressionando a todos no Liverpool. Essa frase poderia muito bem ser antiga e se referir a Steven Gerrard, mas essa afirmação é atual e refere-se a Trent Alexander-Arnold. O pequeno Scouser marcou seu primeiro gol com a camisa vermelha, e que gol! Seja em termos de plasticidade ou de importância, é o gol perfeito para iniciar sua carreira pelo clube. E foi crucial. Um play-off de Champions League, fora de casa, contra um adversário difícil... 18 anos nas costas, mas 30 na cabeça. A frieza de Trent durante todo o jogo foi impressionante e o gol serviu apenas para coroar tudo isso.

Foto. Divulgação: @LFCSnapped

No entanto, a vitória não foi fácil. Com apenas 10 minutos, Simon Mignolet defendeu um pênalti de Kramaric, pegando sua sétima cobrança como jogador do Liverpool. Apesar de a penalidade ter sido mal marcada, ela foi resultado de uma falha defensiva – que foi recorrente o jogo todo.
A defesa de Simon elevou a confiança do time e alguns minutos depois Roberto Firmino recuperou a bola e ligou Mohamed Salah, que foi traído por um domínio errado e acabou chegando com pouco ângulo para finalizar, além de a bola ter ficado para sua perna ruim.

Foto. Divulgação: @LFCSnapped


Sadio Mané, então, entrou no jogo. Uma arrancada espetacular viu o senegalês passar por três marcadores e ser derrubado quando sairia na cara do gol. Enquanto Henderson e Emre Can discutiam quem devia cobrar a falta, Trent Alexander-Arnold pegou a bola nas mãos e ajeitou a sua maneira. Tomou distância e ao soar do apito, foi o primeiro a reagir. A bola foi alta o bastante para passar pelo último homem da barreira, mas começou a cair em seguida. Num último esforço, a bola faz uma curva perfeita e cai no cantinho. Uma falta que deixaria Steven Gerrard e Gary McAllister muito orgulhosos.

Foto. Divulgação: @LFCSnapped


Lovren quase levou o Liverpool aos vestiários com dois gols de vantagem, mas sua cabeçada raspou a trave e saiu. O  juiz apitou em seguida.
Ambos os times voltaram em um ritmo frenético para o segundo tempo. O Liverpool teve a chance de ampliar a vantagem após bela jogada de Sadio Mané pela esquerda, mas Roberto Firmino não conseguiu tirar a bola do alcance do goleiro Baumann.
Serge Gnabry empatou para os donos da casa, mas o bandeirinha levantou seu instrumento de trabalho e o gol foi anulado.

Jordan Henderson foi substituído e deu lugar a James Milner, trazendo Emre Can para a função de primeiro volante. O vice-capitão não precisou de muito tempo em campo para ampliar a vantagem do seu time. Após uma cobrança de falta rápida pegar a defesa do Hoffenheim de surpresa, Roberto Firmino achou Milner sozinho pela esquerda com um belo lançamento, o inglês dominou, levantou a cabeça e cruzou. Contou com a sorte e viu a bola desviar no peito de Nordtveit antes de morrer no fundo das redes.

Foto. Divulgação: @LFCSnapped


Dominic Solanke entrou no lugar de Firmino, que retornava ao estádio onde é ídolo. Mané também deu lugar a Marko Grujic. Mas foi o substituto do Hoffenheim, Mark Uth, que se aproveitou de um cochilo da zaga do Liverpool para diminuir o jogo e garantir uma sobrevida ao time alemão na segunda perna do confronto.


Fim de jogo, Hoffenheim 1-2 Liverpool. Ainda é um confronto complicado, mas os Reds estão agora no comando das ações e só dependem de si mesmos para passar. 90 minutos separam os homens de Klopp do palco mais importante do mundo e o Anfield estará vibrando na semana que vem para garantir que o Liverpool volte para o lugar de onde jamais deveria ter saído.

Por: Luiz Felipe Gomes Santos / @MakeUsDreamBR

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.