Header Ads

Dybala, Genoa, UCL e janela

No último sábado, 26, a Juventus enfrentou o Genoa no Luigi Ferraris com muita emoção envolvida e brilho intenso de Paulo Dybala. Antes disso, na última semana houve o sorteio dos grupos da UEFA Champions League e, para esta, o encerramento da janela de transferências, com possibilidades de chegadas e saídas de jogadores.

O jogo

Novamente Allegri escalou a Juventus no 4-2-3-1 com os 11 titulares que já estavam na equipe na temporada passada. Buffon, Lichsteiner, Rugani, Chiellini, Alex Sandro; Pjanic, Khedira, Cuadrado, Mandzukic, Dybala; Higuain. A única modificação do time que enfrentou o Cagliari foi Khedira no lugar de Marchisio. Il principino ficará por 3 ou 4 semanas para fazer um na reforço na parte física com intuito de evitar novas lesões (que o perseguem).

A repetição da escalação e de um esquema conhecido faz com que a Juve seja sólida, apesar de estarmos apenas no início da temporada. Entretanto, como se o filme do ano passado fosse reprisado (perdemos de 3x0 para o Genoa, com péssima partida de todos e com lesão de Dani Alves), o Genoa abriu vantagem de 2x0 logo nos primeiros minutos.

Assim que a bola rolou, Pandev fez boa jogada pelo lado esquerdo da nossa defesa, cruzou, Chiello não conseguiu tirar de forma definitiva, a bola acabou batendo em Pjanic e foi para o gol. Minutos depois, em bola dividida na entrada da área, Rugani acabou fazendo pênalti, confirmado pela arbitragem após consulta no vídeo. O maior problema é que, apesar da falta ter existido, o atacante do Genoa estava em posição de impedimento no início da jogada e, como há o uso do recurso de vídeo, este tipo de erro não pode ocorrer. Não pode usar o vídeo pra marcar o pênalti e ignorar o impedimento.

A partir de então, a estrela do nosso camisa 10 começou a brilhar (aliás vem brilhando em todos nossos jogos até agora). Após boa jogada de Pjanic até a linha de fundo, Dybala completou de primeira pra diminuir a vantagem dos donos da casa. Após finalização de Higuain, o defensor do time da Ligúria colocou a mão na bola. Novamente com ajuda do vídeo, o árbitro assinalou pênalti. La Joya igualou a partida.
Dybala fazendo o número 10 de sua camiseta em comemoração de seu 3º gol. Foto: Juventus.com
Com o placar empatado antes do intervalo, a Juventus voltou podendo exercer mais seu jogo. Em grande jogada, Cuadrado virou a partida após bom passe de Mandzukic. Para dar números finais, no término da partida Dybala assinalou sua tripletta, com comemoração com a língua de fora (saudades, Del Piero!). Placar final: Genoa 2x4 Juventus.

O melhor jogador do Genoa foi Perin, justificando a convocação de Ventura. Pela Juve, obviamente Dybala foi o melhor em campo, com destaque para as boas partidas de Lichsteiner, Pjanic e Cuadrado. Alex Sandro não conseguiu atuar no ótimo nível que vinha atuando. Absolutamente normal um jogador não conseguir jogar bem todos os jogos, principalmente tratando-se de início de temporada.

UEFA Champions League

Na última quinta-feira, 24, foram sorteados os grupos da UCL. A Juventus foi sorteada como cabeça de chave do grupo D. Juntaram-se a nós: Barcelona-ESP, Sporting-POR e Olympiacos-GRE. Um grupo muito bom de se jogar, o que não significa dizer que será fácil.

Bom porque a Juventus poderá ser testada em bom nível com o time grego (hepta campeão grego) e com o Sporting (3º colocado do potuguesão). Seremos testados no mais alto nível contra o Barcelona, que dispensa apresentações.

Apesar de não viver o melhor momento dos últimos anos e da saída de Neymar, os catalães ainda tem jogadores que podem desequilibrar uma partida a qualquer momento (Messi, Suarez e Iniesta) e outros que jogam há anos em ótimo nível (Raktic, Pique, Busquets...). Pensar que poderemos ser primeiro do grupo sem atuar em alto nível é um erro que poderá nos custar caro (lembram-se do segundo lugar há dois anos por causa de perda de pontos para o Sevilla?).

Janela de transferências

Na próxima quinta-feira, 31, haverá o encerramento da janela de transferências europeias. O que ainda pode ocorrer:

Leonardo Spinazzola é jogador da Juventus que atualmente está emprestado até o final desta temporada para a Atalanta, sem cláusula de retorno inclusa. O italiano joga, preferencialmente, na ala esquerda (apesar de destro) e viria para ser reserva imediato de Alex Sandro ou até haver chances na lateral direita. Após ótima temporada com o time bergamasco (que perdeu seu outro bom ala Conti para o Milan), a Juventus o quer de volta, mas conta com uma até então irredutível Atalanta, que quer segurar Leo para a disputa da Europa League.

Hoje, 28, pela manhã, Spinazzola emitiu um comunicado em uma rede social, agradecendo o time da Atalanta pelo período de evolução, que respeita a equipe, companheiros, trenador e torcedores, mas que deseja ser devolvido a Juventus para o restante da temporada. Leo acredita que a chance pode não aparecer no ano que vem e deseja voltar a Torino. 

Benedikt Höwedes é um zagueiro-lateral que atua há muitos anos no Schalke 04 e foi campeão do mundo com a Alemanha em 2014. Após saída de Bonucci, efetivação de Rugani, Caldara chegando apenas em 2018 (também com vínculo com a Atalanta), Benatia atuando sob desconfianças, a Juventus tenta o experiente zagueiro alemão por empréstimo de 2 milhões de euros com opção de compra por mais 10 milhões ao final da temporada. Schalke tenta fazer com que essa opção seja uma obrigação. O negócio tende a evoluir.

Caso Spinazzolla chegue, Asamoah perderá espaço e será vendido ao Galatasay por valores que variam entre 5-10 milhões de euros (com bônus envolvidos). Parece que o negócio está fechado e aguarda apenas o desfecho com o ala italiano para ser concretizado.


Fino alla fine, FORZA JUVENTUS!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.