Header Ads

Gigante Furacão Não Cai Não, Nada Derruba

Uma partida com fatos inusitados e que valem menção talvez mais que o próprio jogo. Devido à chuva, o avião do Furacão deu pane, assustou geral, mas o legítimo Furacão não cai não, nada derruba, nem mesmo a péssima arbitragem do jogo. Chovendo no molhado? As arbitragens deram grande prejuízo no brasileirão e nos afastaram por enquanto da briga pelo título. Jogo perigoso, contra reservas do Grêmio que querem mostrar serviço. Renato inteligente, não desmereceu o Furacão, armou a equipe de acordo com o atual estilo tático do Atlético. 

O Atlético dominava e buscava espaços, jogava consciente diante de um time que tem na velocidade dos contra-ataques a sua principal arma, bobeou eles marcam. Aos 10´ Pavez rouba bola que cai nos pés de Ederson que arrisca de fora, passou perto. Aos 16´ o Grêmio chegou em contra-ataque, mas Weverton saiu nos pés de Everton. É disso que falo, o Furacão jogava certo, mas não podia se descuidar. Dois jogadores precisavam se encontrar, mesmo bem, Zé Ivaldo parecia tenso e Eduardo Henrique errava passes. O jogo não fluía no meio, Eduardo não rendia, a saída era jogar pelos lados. Aos 20´ Nikão fez boa jogada e parou nas mãos de Paulo Vitor. 

21´ Pavez arrisca de fora, excelente defesa do goleiro. Furacão soprava forte. 23´ Zé Ivaldo cruza, Ederson bate de primeira sem direção. O Atlético não abdicou do ataque, mas pecava nas finalizações. 31´ bola sobra para Guilherme que isola. 33´ Nikão cobra falta que passa perto. Pressão, o gol parecia questão de tempo. Arbitragem já despertava a ira do torcedor, não havia critério nas marcações. 44´ Bressan cortou lançamento para Ederson. Primeiro tempo se foi com um único ataque do Grêmio, que jogava por uma bola e no erro do Furacão.

Foto: Bruno Baggio / Site Oficial
Segundo tempo e o Atlético continuou na sua toada de tentar furar o bloqueio gremista. Aos 5´ Lincoln presenteou o ataque atleticano, mas Guilherme bateu fraco e sem força, a bola passou em frente ao gol. 9´ Ederson recebe livre e bate longe do gol, perdeu bela chance. Aos 10´ milagre de Weverton após jogada sensacional de Everton que chapelou Paulo André e bateu na saída do goleiro que se jogou nos pés do gremista e salvou o Furacão de tomar o gol. Enquanto isso a arbitragem continuava dando seu show particular de invenções e inversões.

Aos 15´ Sidcley recebeu bola espetacular na frente, mas Paulo Vitor faz milagre e salva o Grêmio. Na mesma jogada zagueiro gremista atinge Sidcley no joelho, quase causando uma contusão mais grave, pênalti ignorado pela arbitragem. A regra é clara, mesmo nas mãos do goleiro, a bola ainda estava em jogo, não havia saído de campo, portanto quando o jogador é atingido nessa situação, mesmo sem bola, a jogada deve ser considerada como falta. Sidcley foi derrubado intencionalmente e o pênalti deveria ser marcado, mas em se tratando de Atlético, a comissão de arbitragem ignora a regra. Pior que alguns "Atleticanos" andam defendendo os árbitros. 

Esse tipo de "torcedor" melhor ficar bem longe da Baixada, migrar para o chicouto e ir morar em uma cidade fora do estado com outro louco traído pela mulher que fica "boquejando" besteiras sobre a vida pessoal da família deste colunista nas redes e ficar por lá bem quietinho. Torcer contra o Atlético ou banalizar os seguidos erros de arbitragem é inadmissível. Já erraram muito contra o Furacão e cada jogo fica pior. Justiça seja feita, aos 20´ Sidcley pediu pênalti, mas desta vez nada anormal ocorreu. 22´ Ederson bate fraco, boa defesa de Paulo Vitor. 

Foto: Bruno Baggio / Site Oficial
O Furacão chegava forte, buscava o gol. A arbitragem marcava qualquer "encostão" como falta para os gaúchos e ignorava as claras para o Atlético. Juizinho sem vergonha. Nikão voltou a ser acionado e descia em velocidade tentando surpreender. A zaga gremista afastava, mas a forte marcação na saída de bola forçava o erro gaúcho que devolvia a bola.  O Atlético jogava certo, só não tinha sucesso nas finalizações. Aos 31´ Fabiano sacou Ederson desgastado por Coutinho que mesmo sem habilidade tem velocidade e poderia romper o bloqueio. Quase deu certo. 35´ Pablo no lugar de Sidcley, Rossetto no lugar Eduardo Henrique. 

Furacão ganhou fôlego ofensivo. Grêmio se fechava garantindo o empate. 47´ último lance, Coutinho fez bela jogada, cruzou na cabeça de Guilherme que perdeu, inacreditável. Um pecado para o time que buscou o gol e dominou o jogo. Ao contrário do que alguns torcedores de resultados descreveram pelas redes, o Furacão foi a campo bem postado e jogou muito bem. Faltou pouco para trazer uma vitória do Rio Grande. Torcedores insanos, acham que o Atlético é o Real Madrid e tem a obrigação de vencer todos os jogos e ser campeão.

Em tempo: Tirinhas valiosas

De que adianta cores nas cadeiras e deixar o estádio ficar um lixo e mal cuidado? Nosso estádio está lindo, maravilhoso e é nosso, não pertence a mais ninguém. Enquanto isso, os estádios coloridos, que foram recém construídos, estão caindo aos pedaços. Parte da nossa torcida é realmente uma mentira, burrice ao extremo. Aproveitei a estupidez "destes" para assistir e comparar as Paquitas conosco. Quanto sofrimento com chuva, time e estádio. Nosso torcedor ainda quer reclamar? Que se juntem a paquitada e experimentem a realidade pobre do futebol brasileiro, realidade essa que cada dia fica mais longe do Atlético. 

As arbitragens tendenciosas e nitidamente mal-intencionadas contra o Furacão, usurparam pelo menos 9 pontos certos na tabela de classificação, um prejuízo brutal que afasta o Furacão do topo e da briga pelo título. 

Em sã consciência, no momento, é quase impossível tirar o título dos corinthianos, visto a vantagem de pontos e claro as arbitragens absurdas deste brasileirão. O essencial é lutar pela vaga na Libertadores e a briga ficou boa, pois antes o time focava no G6, agora disputa uma vaga no G4. Cada ponto fora importa. Nos últimos 9 jogos fora, o Furacão perdeu uma partida e por um erro brutal da arbitragem contra o Sport e já esteve 23 pontos atrás do Corinthians na classificação.

Por: Robson Izzy Rock @Robson_IzzyRock

4 comentários:

  1. Não vejo a hora de colocar tecnologia para evitar arbitragens "malandrinhas".

    ResponderExcluir
  2. Enquanto tiver cara igual você e esses babacas de politica e oposição nossa torcida vai continuar assim sem união nenhuma, agradeço ao Mcp por tudo que ele fez e onde estamos hoje a unica coisa que cobro é que cumpra a promessa das eleição de trazer nossa torcida pra jogar junto e união,coisa que não esta tendo tem que parar de politica e ignorar a oposição que só difama a diretoria trazer os Atleticano para jogar junto com ela que a oposição não vai ter mais argumento para ficar fazendo intriga ,e antes de me chamar de torcedor organizado, não sou ,sou mto fã da Tof se sou atleticano hoje é graças a essa torcida que quando meu pai me levou pela primeira vez no jogo levamos uma surra e a torcida cantou o jogo inteiro e fez a festa coisa mais linda que vi... Era sócio da torcida até ano passado mais ultimamente essa torcida ta longe de chegar perto de ser a que conheci no meu primeiro jogo com meu pai agora não sou pelas cagada que estão fazendo que não tem ddesculpa. Cara você escreve mto bem tente usar isso para o nosso bem para unir nossa torcida fazer esquecer esse clima horrivel que esta, tenta cconvesa com alguem da diretoria para isso unir nossa torcida... Porque não adianta ficar criticando a torcida ficar chamando de modinha que só reclama pqe torcida é isso mesmo é emoção é momento timissode estar jogando o fino do futebol se perder a torcida xinga até a mãe pqe os tempos mudaram o futebol moderno esta ai e com isso veio essa torcida junto pqe torcida igual antigamente nos tinha são poucos que temos hoje e cada ano menos ,agora temos que unir essa torcida que temos e ir levando pqe querendo ou não é muito importante para nosso time.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, respeito sua opinião. Unir é necessário, mas como unir se todos reclamam o tempo todo de tudo? Eu disse todos. Não adianta só eu desejar unir se o resto não tem esse desejo, me compreende? A TOF não é a mesma a mais de 10 anos, muito antes de começarem a proibir materiais da torcida. E digo porque fiz parte dela. Grande problema é que a torcida não tem o ímpeto de antigamente e não adianta empurrar só para a Diretoria pois quem quer faz a festa aos pulmões de qualquer jeito, o objetivo tem que ser o Atlético e todos tem sua parcela de culpa. Está na hora de uma mudança de mentalidade geral, não só de um lado. Quem mais sofre com todas as confusões é o clube. A TOF perdeu uma grande chance de auxiliar nessa mudança quando tomou aquela decisão equivocada e sem sentido, protestar daquele jeito não é protestar, existe "n" formas de se fazer isso de maneira limpa e com mais eficiência. Torcida em geral tem que entender que o Atlético não é um cube rico e sem as verbas justas ainda assim faz milagres nos campeonatos nacionais e internacionais. Cobrar excessivamente e o tempo todo prejudica o Furacão. Abraço e SRN...

      Excluir

Tecnologia do Blogger.