Header Ads

PROCURADO: Onde está o Guarani?


Na última terça-feira houve o enfrentamento do Guarani fora de casa. O autor da vitória, dessa vez foi o Luverdense. Em Lucas do Rio Verde, o Guarani levou a pior e esqueceram dos três pontos, juntos à vontade do elenco em conseguir a vitória. Não faz uma, duas e nem três rodadas sem ganhar: somam cinco! Sinal vermelho está ligado e o temos que tomar cuidado com essa sequência. Derrotas que eram somente fora de casa, resolveram assombrar o Brinco de Ouro. 

No jogo contra o Goiás o Bugre levou a melhor dentro de casa, com um gol chorado no final... Já contra o América Mineiro, a partida foi equilibrada e voltamos de Belo Horizonte com um ponto só. Contra o Ceará, deixamos empatar em casa no fim do segundo tempo. Contra o CRB o empate veio aos quarenta e oito do segundo tempo, tendo que o primeiro gol da partida foi aos quarenta e cinco! 

Agora vamos dar uma atenção maior para a partida contra o Londrina. O Guarani vinha num regime de invencibilidade dentro de casa. Empates houveram durante o campeonato, mas derrota não! A equipe visitante veio pra mudar isso... Por coincidência, esse regime veio após a partida contra o Londrina (e acabou com eles também). Dentro de casa não se perde ponto, a derrota serve como uma gigantesca advertência para o Bugre. 

Na partida contra o Luverdense, o Guarani veio tendo mais posse de bola e domínio do jogo. O rendimento foi caindo, mas mesmo assim houve um equilíbrio entre o, até então, membro do G-4, e o adversário mandante no Z-4. No segundo tempo o Bugre foi com mais força pra cima deles. Mesmo com chutes a gol, nenhum balançando as redes. O Guarani não levou tanto perigo para o Luverdense. 

Foto: Gabriel Ferrari (Guarani FC) 


Na equipe do Luverdense, choveu finalizações para caírem nas mãos de Leandro Santos! Ele fez de tudo. Bola não entrava na rede. Mesmo com a zaga em estado de emergência, o goleiro do Bugre fez boas defesas, foram 18 chutes a gols. Mas uma hora o peso da má defesa sobe nas costas do Guarani e afunda como uma âncora. Luverdense comemora o gol no finalzinho do segundo tempo.

A chance de deixar tudo igual e permanecer no G-4 se afundou junto com a alegria bugrina naquela noite. Não houve palavras suficientes para descrever tamanha revolta diante de cinco rodadas perdidas. Ainda que ficou barato para o Guarani. No primeiro tempo, Jussani se estica para tirar a bola de cabeça, mas esquece de abaixar o braço. O juiz não marcou o pênalti e isso favoreceu injustamente o time campineiro. 

Diferente do jogo contra o ABC no Frasqueirão, a energia do estádio estava normal, o que caíram foram os dijuntores da zaga, que deu um apagão no segundo tempo e levou o Guarani a segunda derrota seguida. É difícil de entender a teimosia de Vadão em insistir nas mesmas peças. A dupla GG (Gilton e Genilson) realmente é dupla de peso: tá afundando o Guarani. Precisa mudar para que não haja os mesmos erros que não são aceitáveis no futebol profissional. 

Foto: Leonardo Heitor (Luverdense EC)


Dentre falhas dentro da delegação, o Guarani contou com a ida de Samúdio para o futebol europeu e, provavelmente, essa foi a última partida de Auremir que está em negociação com a Turquia. Renteria e Rafael Silva que foram contratados recentemente, podem estar relacionados na partida contra o Internacional nesse próximo sábado e são promessas para recuperar o tempo perdido. 

As expectativas sobre a partida contra o Inter estão deixando o torcedor de cabeça quente! Para esse jogo, a torcida prepara uma calorosa para incentivar o clube. A meta é completar 30 pontos no primeiro turno e, o Guarani com 28, necessita da vitória em casa! Com os novos reforços, o que se espera é três pontos sem choro. Terminando o primeiro turno com 31, o time pode dormir tranquilo que o dever foi cumprido. 

A partir desse jogo, será permitida a entrada de faixas, bandeirão e bateria! A festa da torcida está garantida. Agora a gente espera que o Guarani faça a festa na rede do Danilo. Guarani, a torcida está contigo. Vamos fazer a festa e terminar o primeiro turno dentro dos conformes. E reforçando: VAMOS SUBIR, BUGRE! A torcida Bugrina apoia o time independente da situação. O Bugre tem tudo para ter o acesso a elite do futebol brasileiro. 

"Avante! Avante, meu Bugre, com fibra e destemor." 

Por: Letícia Martins (@leleehnmartins) 



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.