Header Ads

“Com Sérgio Moro e Homem de Ferro” Furacão Fisga Flu e Vê Coxa Na Zona

Sim! Ele é Atleticano! O Juiz Sérgio Moro fez biometria, não reclamou, não xingou, ao contrário elogiou. Disfarçado, não escondeu sua emoção com o Olé que o Furacão deu no Flu. No papo informal, até o DIF foi elogiado por quem sabe que a melhor estratégia é investigar todo o quadro e assim extrair o que realmente é essencial para a sequência de um bom trabalho. Moro não se preocupou com a segurança afinal, o “Homem de Ferro”* esteve na Baixada de olho em tudo! Já que o "florminense" ainda não pagou a Série C que deve, Moro pode aproveitar e iniciar a "Lava Jato" do futebol brasileiro pelo Flu e a armação de 1996 contra MCP.

Marcelo Rezende em seu livro, inocenta Petraglia e conta toda a trama da armação mais suja de todos os tempos no futebol brasileiro, envolvendo Globo e o time carioca. A vitória veio acompanhada de notícias ainda mais radiantes. A noite terminou com o coxinha “verdinho corinthiano”** carregando sua “cobertinha” para dormir abraçadinho com os Bambis na zona! Que jogão! Um espetáculo visto por quase 14 mil guerreiros que estiveram na Arena. Susto logo aos 30 segundos numa falha defensiva, mas daí em diante sufocou os cariocas. 

Até os 16´ o Furacão já havia finalizado 7 vezes. Aos 16´ Nikão recebeu uma bola açucarada, quase de frente para o gol e desperdiçou a melhor chance até então. O Atlético estava bem postado e o Flu não via a cor da bola. Com Pablo muito bem e responsável pela armação, o Furacão levava perigo constante. Nikão não estava inspirado, tanto que ele mesmo começou a sentir os seguidos erros que cometeu. Gedoz corria em ambos os lados. 17´ Ribamar arriscou de fora mas pegou fraco, Júlio César defendeu. 22´ trave no meio do caminho outra vez!

Foto: [Homem de Ferro - Cauê Miranda e Gedoz - Fabio Wosniak / Site Oficial] / [Sergio Moro - Reprodução Internet]
Ribamar escapou pela direita, bateu cruzado, a bola desviou, subiu e desceu direto no travessão. Será que veríamos o mesmo filme do Atletiba das 4 bolas na trave? A bola na trave trouxe certa sonolência ao Furacão que começou a se distrair. Wanderson, Ribamar e Nikão distraídos, enquanto Weverton, Lucho e Pavez berravam para o time acordar. Seguidas bolas e chances perdidas por distração. O Furacão só voltou a aparecer aos 42´ na cabeçada de Gedoz que perdeu grande oportunidade de abrir o placar e claro, como quem não faz toma, o Fluminense chegou ao gol aos 47´ em cobrança de escanteio no segundo pau aproveitado por Henrique Dourado. 

Na comemoração do Flu, 2 torcedores cuspiram nos jogadores, mas foram identificados e punidos na hora e o clube não corre riscos de punição. Torcedor não aprende mesmo, não importa o que o clube faça, é uma burrice atrás da outra! Depois ficam de "mimimi". Tomaram 3 meses de gancho. Bem feito! O 1º tempo acabou com 13 finalizações do Atlético a gol. Eu disse 13! No intervalo veio a substituição correta de Lucho por Rossetto. Lucho estava bem e fez todo o repertório comum dele, mas levou um amarelo no final do primeiro tempo. 

Furacão ficaria exposto, era um risco, mas havia a necessidade de um ataque mais rápido em busca da virada. E logo aos 2´ pênalti claro em Ribamar transformado em falta fora da área. Novamente a arbitragem fazendo lambança contra o Furacão. Como o Furacão não é o “Curitnhia” que até gol com a mão pode marcar, tivemos que engolir mais esse absurdo. Até os 10´ o Flu pressionou. Abel inteligente, imaginando a saída de Lucho (ele confirmou isso na coletiva), reforçou o meio e dominou o jogo. Aos 11´ falta e Gedoz na cobrança. Suspense! 

Foto: Fabio Wosniak / Site Oficial
Jogadores do Flu catimbaram imaginando o final, mas não teve jeito e com jeito Gedoz bateu forte, a bola “vazou” pela barreira e morreu no fundo das redes de Júlio César. A Baixada inteira enlouqueceu. No embalo da torcida o Furacão acordou e foi pra cima. Mas antes; Parem de falar mal do Weverton, aos 13´ ele fez uma das defesas mais belas desse campeonato em chute de fora que foi no ângulo. Que defesa maravilhosa! Que voo esplêndido! Indiretamente um “golaço” de Weverton. Aos 16´ Gedoz fez fila e cruzou, a bola passou, o ataque inteiro do Atlético escorregou e ninguém alcançou. Aos 18´ Gedoz perde outra após passe de Matheus Anjos que substituiu Pablo

O Furacão sufocava. 22´ e Gedoz exausto é substituído por Sidcley. “Sidmito” estava prestes a “escrever” o nome no jogo. Mas o Flu era perigoso e persistia nos contra-ataques aproveitando o buraco que ficou no meio. Por muito pouco não fez o segundo gol. O Furacão demonstrava nervosismo. Mas aos 34´ no canto da torcida, bola de pé pra pé até chegar em Matheus Anjos, que driblou e se livrou bem da marcação, tocou para Sidcley, que girou e conduziu até dar um passe genial para Ribamar empurrar pras redes na saída do goleiro. Uma pintura de gol! 

Susto! Quase o Flu empata. O Atlético passou a enrolar esperando o fim. Para alegria da torcida houve tempo para outra pintura. Aos 45´ jogada perfeita, golaço por toda a obra. Na bandeirinha de escanteio Nikão dá passe de letra para Matheus Anjos que toca mais atrás para Pavez, que encontra Jonathan na direita, que conduz a bola e abre para Rossetto que cruza rasteiro, a zaga do Flu afasta, mas a bola sobra nos pés de Jonathan que emenda de primeira para explodir o Caldeirão. Um golaço! Daí foi esperar o fim e ver o estádio inteiro cantar de alegria.

Em tempo: Tirinhas valiosas

Estão preocupados com o público abaixo do normal? Porque? O importante que estejam presentes aqueles que apoiam do começo ao fim. O time tem feito grandes partidas e mesmo não alcançando alguns resultados de vitória não merece vaias, merece apoio. Vamos para a Libertadores 2018, temos um grande time e que será a base para o torneio, temos reais chances de chegar "lá" novamente. Enquanto isso os Coxinhas exaltam a administração do Atlético, assumindo que o Furacão é maior em tudo! Só falta a parte Atleticana desconexa aceitar!

Ninguém jogou mal contra o Florminense! Só os comentaristas da “Transadoida” viram isso. O time teve seus erros, mas soube ter equilíbrio e buscar o resultado. Mesmo após o gol tricolor no único lance deles na primeira etapa. O time está jogando o fino da bola e bem taticamente. Um "salve" para Fabiano que “mexe” no time e acaba mudando para melhor. A melhor contratação do ano foi também a mais vaiada e ridicularizada pela torcida. O clube acertou a mão na contratação de Fabiano Soares. E... Fique atento aos valores dos Sócios Família e ao bônus para Sócios Fan que migrarem para os Setores nas Curvas Superiores do Estádio! Leia mais aqui!

* O "Homem de Ferro" visitou o Estádio do Atlético Paranaense com crianças de comunidades carentes antes da partida contra o Fluminense e fez a festa dos pequenos atleticanos nas arquibancadas. O super-herói é Edson José da Silva, um Atleticano que derrotou o câncer e hoje tem a missão de levar alegria para crianças de comunidades carentes, hospitais, escolas e creches da capital paranaense. Veja mais aqui: O Homem de Ferro

** Coxa verdinho corinthiano? Explico: Camisa branca, calção preto = Cortinhians ... Faixa verde para dizer que é verdão? Apenas uma pitada de Palmeiras na camisa para ficar verdinho.

Por: Robson Izzy Rock @Robson_IzzyRock 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.