Header Ads

Estamos no Mata-Mata - Exorcizar esse trauma

Caros tricolores, Fortaleza garantiu a sua vaga na segunda fase do certame nacional, após a vitória por 1 a 0 diante do Moto Club na noite do último sábado (9/9) em partida válida pela última rodada da primeira fase. Enfrentaremos o Tupi-MG, no mata-mata do acesso, nos dois próximos finais de semana, com o jogo decisivo em solo mineiro. Vale ressaltar a presença da torcida tricolor que aderiu a promoção da diretoria, compareceu em ótimo número, apoiando e incentivando durante todo o jogo.    
Muito suor, sangue e trabalho duro. Estamos no Mata-Mata.(Divulgação /Facebook.com/Fortalezaec)


O time entrou em campo muito disposto, marcando pressão, tendo contundência nas divididas e conseguindo ter poder de fogo no ataque. No primeiro tempo, o destaque da partida foi o goleiro adversário Saulo, que em pelo menos seis oportunidades evitou o gol do tricolor. Destaque para uma boa atuação de Leandro Lima, organizando o meio-campo, caindo pelas pontas e arriscando chutes de média distância e para Anderson Uchôa , preciso e cirúrgico nos desarmes e na saída de bola. Primeiro tempo terminou zerado e com aplausos dos mais de 33 mil pagantes. 

Segundo tempo, continuamos com a mesma postura ofensiva, entretanto oferecemos muito espaço para o contra-ataque dos rivais, que chegaram com muito perigo em algumas ocasiões. A tensão e a memória dos últimos fracassos em casa começavam surgir no imaginário do torcedor tricolor. Mais uma vez as substituições do técnico foram acertadas e funcionaram, aos 29 minutos, Ronny, que veio do banco, acertou um belo chute e abriu o marcador, aliviando o coração da nação tricolor. Depois disso, o jogo ficou controlado e apesar de algumas chances dos rivais, o placar manteve-se inalterado e a vaga garantida. 

Cabe o questionamento, porque não jogou dessa forma durante o campeonato todo ?Percebia-se o "sangue no olho'', a vontade dos jogadores, o acerto na construção das jogadas e como conseguiram suportar a pressão de um jogo decisivo, ponto positivo para o mata-mata. Vão ser dois jogos para decidir o ano e mais importante o rumo do nosso centenário em 2018. Precisamos de toda calma, concentração, foco nos treinamentos e dedicação máxima nessa reta final. Sem desculpas, sem cair na pilha da imprensa(do outro lado) e lidar com a pressão absurda e quase descomunal de 8 anos de série C nas costas.
Ronny acertou um belo chute e garantiu o tricolor na próxima fase. (Foto: Julio Caesar/O POVO)
 OPINIÃO DO COLUNISTA 

Foi um alívio muito grande, a desconfiança era gigantesca, os resultados anteriores e sobretudo as atuações eram motivos mais que contundentes para a "pulga atrás da orelha" da torcida. 
 Atuação num tanto convincente, entretanto, que não esconde as nossas deficiências, no campo ofensivo(falta calma e qualidade na definição das jogadas) e alguns erros bobos e individuais no setor defensivo (Rodrigo Mancha quase complica o jogo). Teremos pela frente um adversário muito qualificado, que já estava classificado com duas rodadas de antecedência e teoricamente chega como favorito para os jogos decisivos. 
Talvez sem o peso de decidir dentro de casa, com o Castelão lotado e também não chegar teoricamente como favorito alivia um pouco a pressão sobre o Fortaleza(de uma maneira geral). 
Vamos chegar "ligados no 220V", pela definição da vaga na última rodada e os nervos à flor da pele. 
É outro campeonato, o que passou na primeira fase serve somente de lição e não deve afetar o rendimento do time nessas duas partidas. 
Com o time mais desacreditado possível, acreditaremos no final feliz. 
No geral é confiar no peso e na mística das camisas tricolores e na fé.  

MAIS UMA VEZ TEREMOS 180 MINUTOS PARA DECIDIR O NOSSO FUTURO!!!
ESSE TRAUMA TEM QUE ACABAR!!!
A MÁXIMA CONTINUA :  "TODO ANO SOBE UM TIME RUIM''

#BORALEÃO
JUNTOS LUTAREMOS PELO ACESSO 

Por : Gabriel Viana 
Twitter : @GabrielVianaSo3 / @SITELF 


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.