Header Ads

Pós-jogo: La Coruña 2×4 Real Sociedad – Não éramos tão felizes desde 1981

Hoje o gigante Illarra fez seu primeiro doblete (EPA)


Sim!
Há quase 36 anos, mais precisamente desde 04 de outubro de 1981, não tínhamos um início tão bom de campeonato espanhol. Três vitórias seguidas. Isso nos deixa felizes. Se lembrarmos que nesta primeira vez quando começamos tão bem nós terminamos como campeões nacionais, acho que isso nos deixa ainda mais feliz, certo?
Comparando as campanhas, o clássico time de Arconada, Kortabarría, Zamora, Ufarte e Satrustegi começou vencendo o Real Madrid em casa por 3 a 1, o Bétis fora de casa por 1 a 0 e o Cádiz em casa por 2 a 0. Fizemos 6 gols e tomamos apenas 1. Nesta temporada os 3 a 2 no Celta em Balaídos, os 3 a 0 no Villarreal em Anoeta e os 4 a 2 no La Coruña em Riazor nos deixa com 9 gols feitos contra 4 sofridos. O mesmo saldo, mas com um índice ofensivo superior.
Na época, no mítico Atotxa, vínhamos já de um título, o primeiro, conquistado, e o defenderíamos com sucesso com um time extremamente bem encaixado por Alberto Ormaetxea. Uma zaga sólida, um meio de muito talento formado por Alvarez, Alonso (Periko, pai dos irmãos Xabi e Mikel Alonso), Zamora e Uralde, com um ataque letal formado por Ufarte e Satrustegi. Um estilo tradicional basco de futebol intenso, direto e que, com aquela equipe, nos proporcionou a melhor época de nossa história.
Foto_Campeones_Temporda_1981_1982_Firmada_Original
Time histórico! (Reprodução: alineacionesinternacional)
Hoje as coisas mudaram. O Estádio Anoeta, inaugurado apenas em 1993, se nota logo de cara, mas outras coisas também aconteceram. O time se abriu pra estrangeiros desde 1989, com a vinda do irlandês John Aldridge, teve Nihat, Kovacevic, os dois filhos de Periko Alonso, quedas e ascenções. Mas a mudança não foi apenas no caráter histórico.
O futebol deste time de Eusebio Sacristán é diferente, bebe da fonte catalã, de um certo Josep Guardiola. Mais posse de bola, amplitude dos laterais, saída lavolpiana, meio-campo encorpado, centroavante mais participativo. Esse time permite mais protagonismo a um pivote defensivo, um canterano chamado Asier Illarramendi, com dois gols na partida, o primeiro deles num rebote de fora da área, quando o placar já mostrava 2 a 0 com apenas 4 minutos de jogo. O primeiro gol foi do cada vez melhor Juanmi.
A partir daí outra diferença se acentuou. Não temos lá aquela defesa sólida dos heróis de Ormaetxea. O Deportivo cresceu, nos acuou e levou muito perigo. Aos 27 minutos um gol de Adrián, finalizando de primeira um lançamento do meio-campo. A toada daí até o intervalo, e após a volta, foi ainda pior. Até o empate de Andone. Até quase a virada, não fosse o corte providencial do enorme Illarramendi, o volante moderno que arma, faz gol mas não esquece suas origens.
Num jogo perigoso, a sorte sorriu pro estreante Diego Llorente, que fez o terceiro gol. O gol que nos deu tranquilidade e desanimou o time da casa, que permitiu o quarto e último gol, o segundo de Illarra, um golaço de jogada individual com um chute por baixo de Tyton. O gol que coroou o volante que marca, arma e goleia, o time que toma gols mas também faz, e mais do que toma, pra nossa alegria e felicidade. Vale destacar os dois estreantes do dia. Llorente com um gol e Januzaj substituindo o lesionado Oyarzabal com uma boa atuação. Estamos muito felizes com esse time!
Agora vem a estreia na Europa League quinta contra o Rosenborg, e no próximo domingo o poderoso Real Madrid, todos os jogos em casa. Que bom que a parada não baixou o ritmo! Agora é aproveitar as duas rodadas em casa e fazer valer o ótimo momento e nos fazer ainda mais felizes do que os antigos torcedores já foram. Jogo a jogo, com a seriedade e eficiência ofensiva que estamos gostando tanto de ver.
GORA ERREALA!!!
Ficha Técnica:
La Coruña: Tyton; Juanfran, Schär, Sidnei e Luisinho; Fede Cartabia (Fede Valverde, min.64), Guilherme, Mosquera e Bruno Gama (Lucas Pérez, min.49); Adrián López e Florin Andone (Bakkali, min.71).
Real Sociedad: Rulli; Odriozola, Aritz, Íñigo Martínez (Llorente, min.66) e Kevin Rodrigues; Illarramendi, Zurutuza e Xabi Prieto; Januzaj (Carlos Vela, min.74), Juanmi (Canales, min.54) e Willian José.
Gols: 0-1, min.3: Juanmi. 0-2, min.4: Illarramendi. 1-2, min.27: Adrián López. 2-2, min.50: Andone. 2-3, min.83: Llorente. 2-4, min.86: Illarramendi.
Arbitragem de Munuera Montero. Amarelo para Guilherme (min. 47) do La Coruña e para Juanmi (min.44), Kevin Rodrigues (min.54) e Odriozola (min.80) da Real Sociedad.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.