Header Ads

Quase lá



Finalmente voltamos a ter uma diferença interessante para o 5º colocado. Essa diferença que pode nos colocar na 1ª divisão nas próximas 2 rodadas, quando enfrentamos o já rebaixado Santa Cruz e o CRB. Vai ser na raça, vai ser no grito, mas esse acesso virá, depois de tanto tempo.

Resultado de imagem para parana clube
Alô mãe! Vitor Feijão faz o primeiro da partida (Foto: Paraná Clube)
Após algumas partidas muito abaixo do esperando, culminando na quase saída do G4, Matheus Costa percebeu a necessidade de mudança na equipe: Alemão e Igor ficaram no banco, dando lugar a Feijão e Rayan, respectivamente. Assim, o ataque ficava mais leve com Robson e Feijão trocando de posição constantemente para confundir a marcação.

A mudança mostrou resultado rapidamente, logo aos 16’ lançamento para Robson, a ajeitada para Cristovam bater cruzado e encontrar Vitor Feijão sozinho para cumprimentar as redes: 1 x 0 Tricolor. E se o Luverdense acertou o poste com Sergio Mota, João Pedro respondeu e também carimbou a trave de Diogo Silva, após boa jogada de Renatinho. Ainda deu tempo de Maidana subir mais que todo mundo na cobrança de escanteio e mandar no pé da trave.

A segunda etapa continuou com domínio amplo Tricolor. Primeiro Brock bateu falta de longe e Feijão quase conseguiu pegar o rebote.  Depois Gabriel Dias recebeu boa bola de Feijão e teve tudo para marcar, mas mandou para fora. Por fim Feijão, mais uma vez, deu belo passe para Renatinho, que só rolou para Robson decretar a vitória: 2 x 0 Paraná.

Resultado de imagem para parana clube
Com a 9 Robson volta a marcar pelo Tricolor (Foto: Marcelo Andrade)
As menções honrosas começam com Matheus Costa que soube mudar a cara do time e ganhar gás nessa reta final. O segundo é Robson, melhor em campo no primeiro tempo, que sumiu um pouco quando trocou de posição com Feijão, mas estava lá para conferir o 2º gol. Feijão marcou o 1º e participou de quase todas as jogadas perigosas da equipe. Por último Renatinho que voltou a apresentar um futebol no mínimo razoável.

A vitória deixou o Tricolor encaminha, com 59 pontos na 4ª posição, 2 a mais que o quinto colocado Oeste. Se o Oeste perder para o Inter e o Tricolor conseguir somar 4 pontos no tour no Nordeste, estará classificado para a Série A de 2018. A próxima parada é diante do Santa Cruz, no Arruda. O time pernambucano já está matematicamente rebaixado, o que pode facilitar as coisas para o Tricolor. Matheus Costa não deve ter desfalques para a partida e deverá contar novamente com Leandro Vilela e Minho.


Fellipe Vicentini | @_FellipeS
#PRaCima

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.