Header Ads

Furacão Apaga Fogo do Rebaixamento e Acende Chama da Libertadores

Atlético brigar para não cair? Só os otários, coxinhas e anti Atlético pensavam pequeno assim. Não gostou do comentário? Vista verde e vá pro xicouto! Eu ainda acredito em Libertadores! Para voltar pra segundona é só chamar os entendidos de "Mais Chuteiras", que entre um copo e outro de cachaça conseguirão satisfazer os sonhos dos falsos atleticanos. Atrapalhar o Atlético, único objetivo do bando de "coxinhas" desocupados. Final de semana de silêncio sepulcral da "corja destrutiva", os amargurados que vibram em todas as derrotas do Furacão tiveram que engolir, afinal não puderam vaiar, agredir e xingar o Atlético. 

Quanto ao jogo, sinceramente, fraco tecnicamente, sem emoção alguma a não ser o gol do Furacão. Mas para mim o essencial são os 3 pontos, pouco me importa se jogou bem ou mal, se vencer, qualquer jogo ruim se torna espetacular. E vencer o Bota no Rio não é pra qualquer um. As melhores chances foram do Atlético e Pablo sem dúvidas foi um dos grandes destaques do jogo, chamando a responsabilidade pra si em diversas jogadas. E foi Pablo que aos 8´ fez tabela com Guilheme e chutou assustando Gatito. Aos 23´ Guilherme fez boa jogada pela esquerda, chutou e Gatito espalmou. O domínio era do Furacão. 

Finalmente o Atlético evitava aquelas bolas levantadas sem objetividade, chegando pelo "chão" levava mais perigo. Poderia chutar mais da entrada da área. Aos 30´ Pablo recebeu de Guilherme, driblou 2 e devolveu para Guilherme que chutou fraco mas firme, Gatito bateu roupa e deixou a bola escapar para dentro do gol. Mesmo que o gol não fosse validado no chute de Guilherme seria na finalização de Pavez. Nada mais a se comentar sobre o 1º tempo. Nada! 2º tempo não foi muito diferente. Aos 18´ Lucho arriscou de fora da área e aos 31´ Guilherme do Botafogo cabeceou com perigo. E foi só! 3 pontos na conta e um ânimo a mais para pegar a Ponte em Campinas.


Foto: Bruno Baggio / Site Oficial
Em Tempo: Tirinhas Valiosas

Mesmo com promoções Cruzeiro, Grêmio, Flamengo, Fluminense, Vasco, Atlético MG e Botafogo veem seus públicos despencarem absurdamente, ficando na maioria dos jogos constantemente abaixo de 10 mil espectadores. Será que está havendo protesto para eles também? Ou nossa torcida tem aumentado consideravelmente? A mídia paranaense só vê o lado ruim! Quanto a perca de sócios, o Furacão terminou ano passado com 19.900 sócios, este ano ainda mantém 22.000 mil, será que realmente o clube fracassou como dizem por aí. Nunca vi em lugar algum do planeta um ano com superavit ser considerado fracasso. Só com a torcida do Atlético isso é possível.

Furacão com média de público similar aos cariocas em 2017. Isso mesmo! O Furacão bate de frente com os 4 clubes cariocas que fizeram de 2017 o ano de promoções para atrair público e fracassaram. Aquelas promoções que enganam a todos: "Pague um sócio ilusoriamente barato e pague pelo ingresso para assistir seu time". Média de público: Vasco – 14.878 / Flamengo – 14.653 / Fluminense – 14.466 / Atlético PR – 14.045 / Atlético MG – 13.354 / Botafogo – 9.792.

Ingresso mais caro do Brasil? Onde? A oposição não cansa de proferir mentiras para todos os Atleticanos. Soltaram uma tabelinha com valores de ingressos dos outros clubes, mas esqueceram de avisar que os preços daqueles ingressos são apenas para os sócios que pagam em média entre 70 e 100 reais de mensalidade. Ou seja, no final das contas, se somadas as contas, os ingressos saem os mais caros do Brasil. Em todo e qualquer lugar o ingresso antecipado é mais barato. Para o show que pretendo ir dia 24 na Ópera de Arame, o ingresso custará 100% mais caro no dia do show. Gostaria que fizessem um "sócio shows" em Curitiba, eu pagaria tranquilamente. 


O que? Como? Retratação? Tá bom, farei uma retratação. Dias atrás publiquei uma tirinha com uma "fofoca" que ouvi nos corredores rubro negros sobre uma pessoa chamada Monique Silva. Imagino quantas "Moniques Silvas" existem nesse planeta, mas não identifiquei de onde ela é, até por desconhecer quem seria a tal pessoa, até porque temos várias Moniques "no ar". Não costumo acompanhar grupos sem credibilidade. Soube quem era quem quando a notificação chegou. Mas uma Monique Silva que se diz representante do maior grupo de comunicação do Paraná (Olho no Lance?) enviou notificação dizendo que atentei contra honra dela. 

Segundo o documento que recebi do escritório de Advocacia de um Malucelli que a representa, ela quer que eu diga publicamente que nada tem haver com grupos políticos e nem com aquele que já se auto denomina Presidente sem nunca ter sido. Ainda assim a mesma solicita que eu "justifique meu equivoco, admitindo minha mentira". Não compreendi bem essa parte, afinal em nenhum momento afirmei que a senhora Monique será contratada para tal cargo e muito menos insinuei, apenas levei a público uma dúvida divulgada nas redes. Já pensou se todo jornalista fosse processado por notícias, perguntas e afins sobre jogadores, com essa mesma tônica da honra?

Muito normal nós jornalistas buscamos novas matérias e claro, sabemos todos que o grupo que a senhora Monique representa sobrevive de matérias que atacam o Atlético. Eu ao contrário, não fiz nenhuma menção mais objetiva sobre isso, mesmo porque não vejo nenhum demérito aliás, se competente for, pode, porque não, integrar sim qualquer quadro jornalístico do país. Ser lembrada para compor qualquer cargo jornalístico deve ser encarado como uma honra e não como uma gafe. Não entendi o teor da revolta, mas é um direito que a mesma possui.

Por: Robson Izzy Rock @Robson_IzzyRock

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.