Header Ads

Quem Não Faz ... Toma

O Furacão está jogando melhor fora do que na Baixada e por isso acreditei num bom resultado. Apesar da falta de velocidade que tanto sonho, não posso concordar com comentários estúpidos de que o time foi completamente mal. Jogou bem até, diante de um time muito bom, bem organizado, com jogadores caros e de categoria, além de ser o atual campeão da Copa do Brasil. Jogo de igual para igual. Ridículo ver que os atuais radicais "Atleticanos" Anti-Atlético buscam conteúdo 24 hrs/dia para criticar e tentar fazer os verdadeiros Atleticanos pensarem que o Atlético é o Real, Barcelona ou a Seleção. Na visão dos esquizofrênicos, o Atlético é obrigado a vencer todos os jogos. 

O Atlético trabalhava a bola com cautela buscando uma brecha na zaga cruzeirense que estava compacta. O Cruzeiro chegou aos 12´ com Thiago Neves que bateu de fora para defesa de Weverton. Jogo equilibrado e sem muito ataque das duas equipes. O Atlético chegou com perigo aos 20´ em lançamento de Lucas Fernandes para Ribamar, mas o centroavante desperdiçou grande chance de abrir o marcador. Aos 37´ Ribamar em quase um replay do primeiro lance, novamente bateu fraco e sem direção perdendo outra chance incrível de abrir o placar. E quem não faz, toma! 40´ Arrascaeta recebeu, driblou Wanderson que ficou perdido e fez 1x0 para a Raposa. 

Foto: Mauricio Mano / Site Oficial
Aos 46´ o lance mais bonito da partida. Sidcley fez ótima jogada na esquerda, cruzou na medida, Ribamar matou no peito e emendou bicicleta com estilo, mas Fabio fez defesa espetacular. O Cruzeiro voltou para o 2º tempo querendo matar o jogo e chegou por 3 vezes. Na última aos 11´, Weverton fez grande defesa em chute de Rafinha. Sem força no ataque Fabiano colocou Pablo no lugar de Lucas Fernandes que havia caído de produção.  O time despertou! Aos 24´ outra chance que bateu literalmente na trave. Guilherme cobrou escanteio e a bola foi direto no travessão, no rebote Lucho chuta fraco e a zaga salva em cima da linha. Inacreditável! 

Aos 25´ Rossetto substituiu Lucho. Aos 28´ Ribamar recebeu na entrada da área, mas chutou fraco. O jogo ficou chato, o Furacão pouco perigo levava. Vivia de bolas alçadas e daí sim era jogo pra Coutinho na área. Aos 40´ Sidcley cruzou e a bola foi direto pro gol, Fabio se esticou todo e evitou. Fim de jogo, derrota pra cair na tabela. Está na hora da reação, a vaga na Libertadores está escapando entre os dedos. 8 mil o público pagante. 10 mil o público total. Será que a torcida do Cruzeiro está fazendo protesto contra o clube mineiro? Campeões da Copa do Brasil, 5º colocado no brasileirão e nos últimos jogos públicos abaixo do Atlético Paranaense.

“Torcida” pedindo para o torcedor não entrar no estádio? Confere? Isso só pode ser brincadeira! Virou politicagem geral agora. “Atleticanos” lutando contra o time do Atlético? Falta de vergonha na cara. Esse tipo de movimento não apoio. Vou ao estádio para torcer pelo Atlético e continuarei indo pelo Atlético, da mesma forma que fiz durante esses 35 anos de estádio. Vivi públicos irrisórios de 500, 900, 1000 pessoas na maioria das vezes e mesmo assim nunca deixei de ir para ver o Furacão. Jamais vou ficar fora do estádio em qualquer situação, qualquer que seja o Presidente ou Diretoria. Essa “coxisse” já encheu o saco.

Por: Robson Izzy Rock @Robson_IzzyRock

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.