Header Ads

Acabou: Novela Coutinho chega ao fim

Acabou, pelo menos grande parte de nós pode dizer isso com certa felicidade. Aquela novela de especulação, jornais falando besteira por grande parte da temporada e lesões falsas chegaram ao fim. Philippe Coutinho teve seu desejo realizado e conseguiu a tão sonhada transferência para o Barcelona, se tornando o segundo jogador mais caro do mundo, sendo vendido pelo valor de 145 milhões de libras.

Honestamente, posso dizer que essa transferência foi benéfica para ambos os lados. Coutinho saiu como queria e o Liverpool conseguiu a quantia desejada, após segurar a transferência no verão europeu. Apesar do grande jogador que é e o fato de ser adorado por grande parte dos torcedores, podemos dizer que Coutinho nunca foi o jogador mais decisivo dos Reds durante os cinco anos que jogou em Merseyside. Jogou ao lado de Suarez, Gerrard e agora de Mané e Salah, jogadores que geralmente cumprem o trabalho quando necessário. Não que Coutinho não cumprisse, mas em momentos decisivos muitas vezes deixou a desejar.

Resultado de imagem para philippe coutinho liverpool captain
O brasileiro deixa o Liverpool após "novelão" que se alastrou durante toda a temporada. (Foto: Getty)
No começo da temporada vimos que é possível jogarmos sem Coutinho e atuar em alto nível. Exemplos disso são as grandes vitórias contra o Hoffenheim na Champions League e contra o Arsenal, onde o oponente foi completamente destruído. É óbvio que quando Coutinho atua, o meio-campo ganha criatividade e "mágica", mas essas qualidades podem ser encontradas em outros jogadores, e é desta forma que o Liverpool pensa e espera reinvestir o dinheiro recebido na transferência.

Como já falei, Coutinho é um grande jogador e possui uma habilidade difícil de encontrar, mas também é um jogador que pode ser substituído. O principal nome mencionado na mídia inglesa é o de Thomas Lemar, jogador do Mônaco. A atual temporada do francês não é uma das melhores, com apenas quatro gols e quatro assistências, mas no ano passado mostrou ser um jogador de qualidade, com nove gols e onze assistências na liga, tendo grande contribuição no título francês do Mônaco. Um fator que pode atrapalhar em uma possível transferência é o fato de não poder disputar a Champions League e a competição é uma das prioridades do Liverpool na temporada.

De acordo com o Liverpool Echo, Lemar é o principal nome para substituir Philippe Coutinho, com Draxler e Brandt sendo opções (Foto: Getty Images)
Outros nomes mencionados foram os de Julian Draxler e Julian Brandt, atleta que o Liverpool teve interesse na última temporada. Ambos, assim como Coutinho, podem atuar tanto nas pontas como no meio campo. Draxler jogou 17 partidas como titular no PSG, marcando sete gols e contribuindo com quatro assistências. O alemão já é um conhecido de Klopp, tendo atuado pelo Schalke 04 e Wolfsburg na Bundesliga, sendo um jogador com qualidades similares a Coutinho.

Agora voltando para a transferência de Coutinho. A forma com que o Barcelona e os veículos de comunicação, principalmente os espanhóis, conduziram a novela foi um verdadeiro circo. Vimos a Nike, fornecedora de material esportivo do clube catalão, anunciando Coutinho antes da hora e os jornais espanhóis criando histórias durante toda a temporada. Além do fato de os próprios jogadores do Barcelona se pronunciar em público a respeito do jogador, podendo ser vista como uma prática ilegal, uma vez que o Liverpool não deu permissão para os jogadores tentarem persuadir Coutinho a se juntar a eles.

Muitos questionaram o Liverpool por vender Coutinho no meio da temporada. Existem algumas diferenças que fizeram com que os Reds aceitassem vende-lo agora. Primeiramente, conseguiu o valor desejado, algo que não aconteceu no verão. Coutinho deixou claro o seu desejo de sair e, como Klopp disse, o clube tentou convencê-lo a ficar e o jogador não quis.

Enfim, toda essa novela mostra o poder que o jogador possui em relação ao clube. Durante todo o verão e no decorrer da temporada, ambos Jürgen Klopp e Liverpool deixaram claro que Coutinho era um jogador importante e que não ia ser vendido. No entanto, vimos que no final a força do jogador prevalece e que nenhum jogador pode ser maior que o clube, como conta Klopp ao site oficial em uma declaração a respeito da transferência:

Philippe foi insistente comigo, com os donos e até mesmo com seus companheiros que essa transferência era algo que ele estava desesperado para fazer acontecer. Apesar disso, conseguimos mantê-lo no verão, esperando que pudéssemos convencê-lo a permanecer e ser parte do que queremos fazer.

Posso dizer aos torcedores do Liverpool que nós, como um clube, tentamos fazer de tudo dentro de nossos meios para convencer Philippe que continuar a fazer parte do Liverpool era tão atraente como mudar para a Espanha, mas ele estava 100% seguro que seu futuro e o de sua família pertenciam ao Barcelona. Era o seu sonho e eu estou certo que não tenho mais nada em meu alcance para mudar sua mente.

Claro que é totalmente compreensível que os torcedores ficarão desapontados; isso sempre acontece quando temos que se despedir de alguém especial. Mas, o quão difícil seja para aceitar, é parte da vida e parte do futebol, pessoas têm seus próprios sonhos, metas e objetivos na vida.
O clube recebeu uma grande quantia pela transferência, tudo o que precisa fazer é investi-lo de maneira inteligente e adicionar ainda mais talento do que o já disponível.

Coutinho deixa o Liverpool tendo feito 201 jogos, marcando 52 gols e se tornou o maior artilheiro brasileiro da história da Premier League. O Liverpool está perdendo um grande jogador e peça importante. Vamos sentir falta dos chutes de fora da área, dos passes para Salah, Mané e Firmino, as cobranças de falta que sempre levavam perigo e sua mágica, no entanto, como já disse, nenhum jogador é maior que o clube e o Liverpool teve que deixa-lo ir.

Adios Philippe.

Por: Gabriel Coelho / @gabrielcoelhof_

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.