Header Ads

Red Bull Salzburg 2×1 Real Sociedad – Eliminados. Fim da ilusão.

Mais uma pancada que esta temporada nos dá (Reuters/Reprodução: Diario Vasco)

Agora só resta a LaLiga.
O campeonato que ainda anestesiava um pouco da dor que o torcedor andava sentindo nesta temporada 2017-18, acabou. Perdemos para o Red Bull Salzburg na Áustria por 2 a 1 e fomos eliminados da fase de 16 avos da UEFA Europa League, com gols de Dabour e Berisha para os anfitriões e de Navas para nós. Navas que fez o nosso gol e posteriormente foi expulso. Protagonista total de uma Real Sociedad por vezes até intensa, mas por todo o tempo nervosa e incapaz de mudar o seu destino.
Dessa vez postados em um 4-2-3-1, sem Xabi Prieto e com Illarra e Zurutuza fazendo a primeira linha do meio-campo, enfrentamos com a mesma ineficiência o 4-4-2 dos nossos algozes. Vale lembrar do empate conquistado no último lance do primeiro jogo, que foi preponderante para o nosso insucesso hoje.
E para não esquecer de falar em desgraças, não só Navas foi expulso como Rulli saiu lesionado ainda antes do jogo acabar, mas não antes de ter cometido o pênalti que daria o gol da vitória ao time treinado pelo alemão Marco Rose. Time equilibrado, que soube construir e controlar o jogo à sua maneira.
Como principal destaque de um jogo que mesmo após os primeiros dois gols (um de cada lado) não teve alguma emoção até a sequência da expulsão de Navas e o pênalti três minutos depois, fica o relato de como o nosso time foi para o abafa. O time dos passes, da posse de bola, da bola no chão, simplesmente começou a enfiar bolas longas na área sem critério algum, mostrando uma falta de repertório de times que no máximo brigam para não cair em seus campeonatos. E isso que é o mais interessante: agora, sem a cortina de fumaça da Europa League, a nossa realidade é realmente essa! Somos um time sem repertório que briga para não cair na sua liga nacional.
Sabendo que temos mais time do que parece, que podemos jogar mais do que jogamos e que nosso treinador que é reconhecido pela sua filosofia de bola no chão não demonstra o menor sinal de equilíbrio estratégico quando em situação adversa, só me resta ter muito medo de que um time com a qualidade do nosso, de brigar por postos europeus, possa seguir se engalfinhando com outros para escapar da zona de rebaixamento.
Que ao menos essa eliminação nos acorde de alguma ilusão que porventura ainda existia e nos faça trabalhar sério novamente. Seja com Eusebio ou sem ele.
Ficha técnica:
FC Salzburg: (4-4-2) Walke (cap); Lainer, Ramalho, Onguené e Ulmer; Yabo (Berisha, min.62), Samassekou, Schlager e Haidara; Wang (Gulbrandesen, min.90) e Dabbur.
Real Sociedad: (4-2-3-1) Rulli (Toño, min.77); Odriozola, Aritz, Navas e De la Bella (Llorente, min.46); Illarra e Zurutuza; Canales, Oyarzabal e Januzaj; Agirretxe (cap) (Bautista, min.70).
Gols: 1-0: Dabbur, min.10. 1-1: Navas, min.28. 2-1: Berisha (pên), min.74.
Árbitro: Karasev (ruso). Amarelo para Schlager e Dabbur do Salzburg e Illarra da Real Sociedad. Vermelho para Navas no minuto 71.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.