Header Ads

Fortaleza 1 x 1 Ceará: Empate com gosto de vitória

Arthur marca no final, Ceará consegue o empate contra o time do Rogério Ceni. Em uma partida eletrizante, vovô quase virou o clássico rei no ultimo lance.
Arthur decide novamente e Ceará empata o clássico no final. FOTO: Mauro Jefferson/CearáSc
Quem treinou o time com dez saiu da Arena Castelão com um gosto amargo, o alvinegro buscou o empate e por pouco não conseguiu sair vencedor do segundo clássico rei. Coube mais uma vez ao menino que cheira a gol mostrar o seu poder de decisão e ajudar ao Ceará dentro de campo. A história do jogo começou na intensidade do adversário, Everson precisou aparecer e evitou o gol de Gustavo, a resposta alvinegra só veio aos 27, Elton bateu forte e a bola passou perto da trave. O vovô buscava pressionar e minutos depois desperdiçou aquela que seria até então a sua chance mais clara de gol, Richardson recebe e ficou de frente para o gol, mas não concluiu bem a jogada que acabou sendo defendida por Marcelo Boeck. Seguindo no ritmo frenético, o Fortaleza aproveitava os erros defensivos e quase abriu o marcador em cabeçada de Igor Henrique, defendida por Everson.

O segundo tempo seguiu consagrando os goleiros, logo aos cinco minutos Pio encheu o pé em cobrança de falta, que obrigou a uma difícil defesa de Boeck, dois minutos depois foi a vez do rival perder uma chance claríssima por meio de Gustavo. O alvinegro chegava com perigo, aos 13 Pio novamente parava em Boeck, o arqueiro salvou novamente em uma cabeçada fulminante de Luis Otávio. Enquanto o Fortaleza mudava suas peças, o Ceará seguia com o mesmo time, em uma dessas substituições Osvaldo em seu primeiro lance fez uma boa jogada e a bola sobrou para Bruno Melo que cruza, Gustavo sozinho cabeceia e abriu o marcador. Somente depois de levar o gol que o treinador alvinegro decidiu mudar, Wescley, Reina e Arthur foram para o jogo, conseguimos melhorar a qualidade de passe no meio campo e de tanto insistir em vencer a retranca tricolor conseguimos, aos 46 minutos, Arthur deitado chutou e viu a bola passar a linha, era o empate alvinegro, a virada não saiu logo depois porque Marcelo Boeck defendeu a cabeçada do perigoso Arthur.

Foi um clássico rei movimentado, onde tudo parecia que os caras da partida seriam os goleiros, Everson e Marcelo Boeck literalmente operaram milagres e salvaram a sua meta. Porém, eis que novamente aparece esse menino que cheira, fede a gol, Arthur mesmo deitado conseguiu marcar um dos gols mais importantes da sua carreira, foi o cara do clássico, assim como está tendo destaque na temporada do alvinegra.

A teimosia de Chamusca quase custou caro, o torcedor até hoje não entende o porque de demorar tanto a fazer uma substituição. Na partida de hoje, ele só realizou as alterações depois de sofrer o gol e fez as três trocas em seis minutos, pelo futebol apresentado Andrigo não merecia ter retornado do intervalo, aliás faz tempo que ele não merece figurar entre os titulares. No mais, as mudanças realizadas melhoraram e muito o time, Wescley precisou de pouco tempo para fazer mais que Andrigo em 65 minutos em campo, Reina mais uma vez demonstrou ter qualidade e Arthur, esse mais uma vez foi o cara.
Andrigo mais uma vez não joga bem, nada fez em campo. FOTO: LC Moreira / Futura Press
Empate com um gosto saboroso, arrancado no crepúsculo da partida, onde o rival achava que estava com o jogo na mão. Precisamos tirar algumas conclusões desse clássico, um tipo de jogo onde não existe espaço para displicência como visto em alguns lances de Pio e ausência de velocidade no setor ofensiva principalmente no primeiro tempo. Por outro lado não faltou vontade, raça e luta em busca do nosso resultado, esse veio da melhor forma possível, como um balde de água fria em quem afirmou que quem saiu sorrindo no primeiro clássico sairia chorando hoje, enfim, Valeu Ceará!!!!!!!

Próximo Jogo

O alvinegro volta a campo na próxima quarta feira para outro clássico, dessa vez o diante o Ferroviário, a partida acontecerá as 21h45min no Presidente Vargas.

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 1 X 1 CEARÁ

FOR: Marcelo Boeck, Adalberto, Ligger, Diego Jussani, Tinga, Pablo (Léo Natel), Igor Henrique (Anderson Uchôa), Felipe, Bruno Melo, Edinho (Osvaldo) e Gustavo. T: Rogério Ceni

CEA: Everson, Pio, Valdo, Luiz Otávio, Rafael Carioca, Richardson, Juninho, Ricardinho (Reina), Andrigo (Wescley), Felipe Azevedo e Elton (Arthur). T: Marcelo Chamusca

CARTÕES AMARELOS: FOR: Ligger e Pablo / CEA: Não houve

GOLS: Gustavo (19 2T) e Arthur (46 2T)

Davi Maia / @davims 


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.