Header Ads

Pedro salva e Flu arranca empate na marra

Depois de ficarem uma semana treinando, Fluminense e São Paulo se enfrentaram em mais um clássico de tricolores em jogo válido pela 3ª rodada do Brasileirão.

O retrospecto era de uma larga vantagem para o tricolor carioca, em 9 jogos disputados no Maracanã entre as duas equipes, o Flu somava 7 vitórias e 2 empates. Porém, o time paulista vinha embalado e disposto para quebrar essa escrita. Fato que se confirmou logo na escalação do time dirigido pelo técnico Diego Aguirre que montou seu time com 3 atacantes e 2 alas (laterais) no meio-campo.

A realidade correspondeu com a expectativa e o jogo foi intenso do início ao fim. No primeiro tempo, o tricolor paulista, mesmo jogando fora de casa, tomou as rédeas da partida e foi mais produtivo. O Fluminense demonstrava claras deficiências técnicas e não conseguia sair jogando, era encurralado pelo São Paulo.

Aos 20 minutos, o Fluminense sequer havia chutado ao gol defendido por Sidão e o São Paulo já acumulava chances desperdiçadas. Até que numa cobrança de escanteio, a bola bateu na trave duas vezes, primeiro com o zagueiro Bruno Alves e depois com Diego Souza, e sobrou para Éder Militão mandar para o gol, abrindo o placar para o time visitante. 

Mesmo com o gol sofrido, o Flu ainda estava muito mal na partida, não conseguia trocar passes no campo ofensivo e encerrou a primeira parte do jogo com apenas uma finalização.

Já na segunda etapa, o Fluminense, além de voltar com Matheus Alessandro no lugar de Frazán, voltou com um ânimo diferente e inverteu a situação: se antes estava cercado pelo São Paulo, agora se impunha como um verdadeiro mandante.

A marcação alta e o domínio no meio-campo fizeram com que o Fluminense criasse mais jogadas e levasse um pouco mais de perigo à zaga paulista, no entanto, o goleiro Sidão continuava sem sujar seu uniforme.

A torcida já estava ficando impaciente, pedindo mais alterações na equipe. E foi atendida. As entradas de Pablo Dyego e Robinho deram mais mobilidade ao ataque tricolor que continuava pressionando. Em resposta, Diego Aguirre promoveu as substituições que também deram mais velocidade e dinamismo ao jogo.

Era lá e cá, uma bola na trave para cada lado e o jogo ganhava aspectos de uma luta de boxe, franca e aberta. Quando a partida se encaminhava para o final, Robinho e Léo armaram uma jogada pela direita que terminou num belo cruzamento para Pedro, o artilheiro tricolor, mandar no ângulo e empatar a partida.

Após o empate, o tricolor carioca ainda tentou pressionar em busca de um segundo gol e até teve uma chance com Robinho, mas o atacante, de frente para o gol, isolou.

O resultado deixa o Flu na 9ª colocação com 4 pontos, podendo ser ultrapassado pelo América-MG caso vença seu jogo contra o Vitória amanhã.

ST,
Caio Ramos.
Imagem retirado do site Oficial da Radio Bandnews FM Foto: Mailson Santana/FFC

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.