Header Ads

Eibar 2×1 Real Sociedad – Futuro nebuloso

Oyarzabal em disputa de bola. O nosso novo camisa 10 foi discreto (Foto: EFE)
Fomos derrotados de virada pelo superior Eibar, e estacionamos nos 4 pontos na tabela, na 9ª colocação. E dada todas as circunstâncias ocorridas nos últimos dias, o futuro é nebuloso para a equipe.
A aposentadoria de Agirretxe, pilar técnico e humano desta equipe, e um sucessor natural de Xabi Prieto na liderança do vestiário, sucumbiu a longa batalha contra as lesões e pendurou as chuteiras. Ainda que já fosse considerado apenas um opção do elenco para o ataque, onde Willian José reina absoluto, o abandono do camisa 9 deixa com certeza uma lacuna que tão cedo não será preenchida.
Para complicar, Willian José e Martin Merquelanz saíram lesionados do jogo em Ipurúa. O brasileiro, logo após converter o pênalti que nos colocava em vantagem. Já o canterano, de forma profundamente infeliz, apenas 2 minutos após entrar em campo, no fim do jogo. Além de tudo, a lesão tem possibilidades de ser grave, e o clube já estuda uma contratação de emergência (permitida pela federação em caso de lesões longas de atletas previamente inscritos).
Somado a isso, Alberto de la Bella saiu do clube após muitos anos de dedicação (outro remanescente da época de ascenção à LaLiga, em 2010, junto com Agirretxe), rumo ao Las Palmas, sendo mais uma referência que nos deixa. É, sem dúvida, um período de acentuadas mudanças na trajetória da equipe, e a sensação atual é um pouco nebulosa.
Tentando adotar um estilo mais reativo, de pouca posse, Asier Garitano tem encontrado dificuldades para segurar os resultados que o time constrói no início das partidas. A vitória contra o Villarreal veio após uma virada no placar. Nas outras duas, empate e derrota. A defesa, ainda que mais recuada, vem sofrendo com uma certa falta de entrosamento.
O ataque, em números, corresponde. Juanmi e Willian José são os protagonistas ofensivos do time, sendo responsáveis por quase todas as finalizações da equipe, mas ainda falta um maior entendimento com os meias, sempre apáticos, para a nossa produção melhorar ainda mais.
O alerta, no entanto, fica para um elenco machucado por lesões e que ainda não se entrosou o suficiente. Próxima partida é contra o Barcelona, dia 15, e até lá esse time precisa evoluir. Não exatamente para o próximo jogo apenas, que já será ultracomplicado de qualquer jeito, mas para o decorrer do campeonato.
Ficha técnica:
SD Eibar: (4-4-2) Dimitrovic; Peña, Oliveira, Bigas (Cote, min.46) e Arbilla; Orellana (Jordán, min.45), Sergio, Diop e Milla, Enrich e Cardona (Charles, min.74).
Real Sociedad: (4-4-2) Rulli; Zaldua, Aritz, Moreno e Theo; Sangalli, Zubeldia, Illarra (Merquelanz, min.85) e Oyarzabal; Juanmi (Zurutuza, min.73) e Willian José (Bautista, min.18).
Gols: 0-1: Willian José (p), min.16. 1-1: Cardona, min.26. 2-1: Charles, min.91.
Árbitro: Sánchez Martínez. Amarelo para Dimitrovic, Diop e Peña do Eibar e Juanmi e Illarra da Real Sociedad.

Melhores Momentos:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.