Header Ads

Real Sociedad 0x0 Girona – Não engrena nunca

Oyarzabal disputa bola com Juanpe, do Girona. O gol necessário não veio (Divulgação – LaLiga)

Nesta segunda a Real Sociedad não saiu do 0 a 0 contra o Girona em um jogo que tínhamos a obrigação de vencer.
No reencontro com Eusebio Sacristán, no banco adversário, tomamos a iniciativa do jogo e tivemos as principais chances de gol. Jon Bautista e Sandro Ramírez, este com duas bolas na trave, traduziram a nossa superioridade em “quase gol”.
Novamente com um esquema diferente, um 4-4-2 com Bautista e Sandro na frente e um meio com Pardo aberto à direita e Oyarzabal pela esquerda, abrimos pouco o jogo e de certa forma permitimos que o time de Eusebio jogasse como gosta, com mais controle de bola, ainda que não fizessem tantas jogadas perigosas como conseguimos de um modo mais direto.
Fato é que, em quatro jogos, ainda não vencemos no Anoeta, que sempre foi nossa fortaleza, e não conseguimos se desvincular do meio de tabela, ficando atualmente na 9ª posição. Sem o fator casa nossa situação tende a se tornar insuportavelmente morna, isso levando em conta que consigamos compensar o desempenho fora de casa. Do contrário a situação pode ficar bem complicada.
Um time que ainda parece tentar se entender e que tem dificuldades de vencer comandando o jogo. Infelizmente o futuro do time para muito mais ameno do que se desejaria.
FICHA TÉCNICA
Real Sociedad: (4-4-2) Moyá; Gorosabel, Aritz, Navas e Rodrigues; Pardo (Sangalli, min.74), Zubeldia, Illarra (cap) e Oyarzabal; Sandro (Willian José, min.67) e Bautista (Juanmi, min.57). TÉC: Asier Garitano
Girona FC: (3-4-3) Bono; Ramalho, Bernardo e Juanpe; Porro, Douglas, Pons e Benítez (cap); Portu (Stuani, min.72), B. García (A. García, min.89) e Doumbia (Lozano, min.56). TÉC: Eusebio Sacristán
Árbitro: González Fuertes. Amarelo para Rodrigues, Illarra e Aritz da Real Sociedad e Porro do Girona.
Público: 20.997 espectadores.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.