Header Ads

Coadjuvantes de Luxo

(Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)


Na noite de ontem, os amantes do futebol nacional foram testemunhas de um fenômeno que ocorre com certa frequência na sétima arte: os coadjuvantes superam os atores principais na atuação.

Quando a bola rolou em Montevidéu para Peñarol e Fluminense, o jogo entre Palmeiras e Godoy Cruz pela Libertadores já estava rolando  arem território argentino. As estrelas da equipe palestrina, somadas a transmissão na TV, fizeram com que o jogo do Tricolor das Laranjeiras fosse colocado em segundo plano, até esquecido por alguns.

Para aqueles que preferiram o cartaz palmeirense, lamento informar que perderam um bom jogo de futebol  no Campeón del Siglo. As atuações de Yony González, Daniel e Muriel foram dignas de Oscar! Nem mesmo a equipe penta campeã da Libertadores foi capaz de atrapalhar a premiação ao bom futebol defendido por Fernando Diniz.

Enquanto o Palmeiras suava para empatar com Godoy Cruz, o Fluminense jogou o primeiro tempo com tranquilidade, sofria poucos sustos e segurava a bola, freando o ímpeto da equipe uruguaia. 

O gol de Yony González nasceu de uma bela bola enfiada por Marcos Paulo, após pressão na saída de bola do Peñarol. Jogada construída, não foi um lampejo individual. Gol do elenco.

No segundo tempo os uruguaios apertaram mais a marcação no campo tricolor, porém,  o Flu novamente conseguiu marcar após roubar a bola no campo do adversário. Daniel (QUE TÁ JOGANDO DEMAIS), achou ótimo passe para, de novo, Yony González conferir para as redes.

Como todo bom filme, um suspense se faz necessário. Nos minutos finais, o Peñarol diminuiu o placar e fez com que os "Carboneros" venham na próxima senana para o Rio com chances de se classificar.

Você, telespectador: os coadjuvantes de ontem te esperam na próxima semana. Estrela no futebol não é quem tem mais cartaz é quem joga bem, e esse Fluminense joga MUITO bem. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.