Header Ads

Futebol feminino: o que a copa de 2019 nos mostrou?


Cartaz oficial da competição, reprodução FIFA


         A copa do mundo de futebol feminino 2019 aconteceu na França, no período de 7 de junho a 7 de julho. Na oitava edição do campeonato, com 24 equipes participantes, 9 locais do evento e 52 partidas. Com exibição inédita pela Rede Globo para todo o cenário nacional foi responsável pela quebra de recordes de audiência em várias partidas, sem contar a mobilização geral de várias empresas do setor privado em parar nos horários dos jogos da seleção brasileira. 

Slogan da competição, reprodução FIFA

Essa copa nos mostrou várias coisas importantes ao longo da competição, o respeito, foi uma das principais lições. Jogadoras usaram seu talento dentro de campo, enquanto de alguma forma nos falavam que não é apenas sobre futebol, é sobre representatividade. É para inspirar e ajudar as futuras jogadoras do espaço delas dentro do universo futebolístico (jogadoras, arbitragem, comissão técnica, jornalistas e afins). Não somente o convite às novas gerações, também a importância de conhecer a seleção de seu país e torcer por ela, o apoio de patrocinadores, o investimento na base e principalmente, a divulgação e transmissão das partidas.
Foi perceptível também o atraso de desenvolvimento da seleção brasileira comparada as outras, que investem em categorias de base e competições importantes. Vimos uma seleção norte americana cada vez mais imbatível; uma seleção holandesa provando que veio para mostrar toda sua força e uma seleção francesa colhendo frutos do incentivo e apoio aos clubes nacionais em todas suas categorias.

Seleção Brasileira no jogo de estreia contra a Jamaica (09/06/2019), reprodução FIFA

 A seleção brasileira teve grandes momentos e saiu da competição jogando muito, foi notório isso, uma raça imensa e um show de habilidades. É preciso olhar para a equipe e pensar em sua comissão técnica e o planejamento de melhorar a condição das jogadoras, porque elas mostraram que conseguem. Mas, só com elas não se ganha título, é preciso um time completo, focado e bem preparado.
Tenho certeza que a partir de agora haverá uma evolução no futebol feminino, pois as equipes estão sendo cada vez mais incentivadas e pressionadas a investir em equipes femininas. As emissoras também irão transmitir mais competições e cada vez mais se dará o devido destaque às jogadoras.
E você não precisa lembrar do futebol feminino apenas a cada 4 anos, existe o Brasileirão feminino (série A1 e A2), os campeonatos regionais, a Champions League e outras ligas internacionais também.
Que cada vez grandes talentos sejam descobertos e reconhecidos, esse é o meu pedido em relação ao futebol feminino.


Um comentário:

Tecnologia do Blogger.