Header Ads

“Ninguém vai sofrer sozinho, todo mundo vai sofrer“

Os jogadores pediram, o técnico pediu, a torcida pediu e a diretoria acatou e na sua volta ao Olímpico na noite desta terça-feira (20) em um jogo marcado por lesões, polêmica e falha da defesa colocada, o Tigre foi derrotado pelo Sport por 2x0. Essa foi a primeira derrota do Vila no novo Olímpico. E meus amigos, parece que as mudanças internas trouxe à tona alguns problemas entre atletas e diretoria. Foram declarações infelizes de líderes do elenco logo após a vitória diante do Guarani, em Campinas. 

E o que deixou o torcedor intrigado foi a triste declaração do capitão Wesley Matos “Se teve mudança na diretoria, é porque as coisas não estavam certas. Vinham acontecendo algumas coisas aí por isso a bola não estava entrando.”

Por falta de caráter e comprometimento de muitos jogadores o Vila Nova hoje se encontra em uma situação muito delicada na competição. O momento é delicado e não dá mais para passar a mão na cabeça de jogadores como o próprio Wesley Matos, Rafael Santos e Alan Mineiro. 

A nossa luta pela degola vai ser dolorosa até o final e dessa vez a torcida não acompanhará de perto e o nosso clube morrerá sozinho. Infelizmente. 

Foto: Reprodução / Vila Nova FC.

O Jogo 

Marcelo Cabo com sua teimosia, foi a campo com apenas duas mudanças ele promoveu a estreia do zagueiro Elivelton e também a entrada do lateral Felipe Rodrigues. Quem teve as primeiras iniciativas foi os visitantes. Aos 31 minutos o Sport teve um gol polêmico anulado ainda no primeiro tempo. Em uma cobrança de escanteio Guilherme mandou na área, Hyuri desviou, Felipe Rodrigues mandou para o fundo das redes marcando contra, mas o gol o juiz já havia marcado impedimento. 

O Sport ainda perdeu o lateral Sander após um choque com o atacante Robinho o jogador saiu sangrando de campo. O leão ainda perdeu o zagueiro Adryelson também por lesão. 

A LEI DO QUASE EX! De volta para o segundo tempo o Tigre não teve nem tempo de respirar, com 01 minuto de segundo tempo o atacante Elton, aquele mesmo torcedor Colorado colocou o Sport em vantagem. Juninho aproveitou o erro de Elivelton roubou a bola e tocou para o atacante que chutou forte para abrir o placar, 1x0 Sport. 

Aos 12 minutos o Leão teve mais um gol anulado na partida. Após rebote do goleiro, Éder empurra para o fundo das redes, o juiz já marcava impedimento. O Sport não desistiu, aos 18’ fecharam a conta com Hyuri após uma nova falha da defesa, dessa vez Wesley Matos, 2x0 Sport.

Nada que não esteja ruim, que não possa piorar não é mesmo? Aos 42 minutos em uma dividida o Bruno Mezenga cai com o braço todo para trás, a cena é forte. 

O fim está próximo e o nosso papel é torcer muito para que Marcelo Cabo consiga terminar o ano como treinador do Vila e que o Hugo Jorge Bravo consiga reverter essa situação desastrosa.

O Vila Nova volta a campo no próximo sábado (24), onde visita o Oeste na Arena Barueri ás 16:30h. Lugar que não trás boas recordações aos colorados. 

Caros amigos Vilanovenses, não é que Marília Mendonça estava certa: “E todo esse caminho eu sei de cor.” 


#ReageTigrão 

@ariannysanntos

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.