Header Ads

Segunda sem brilho (e sem palavras)

Diego Souza lamenta no chão. Atacante está devendo. Foto: André Durão/GloboEsporte.com


Mais uma vez eu venho aqui sem o que dizer sobre as atuações do Botafogo. Na verdade, hoje da até para falar um pouco. Mas falar mal. 

O time vem fazendo um campeonato brasileiro acima da média. A 9ª colocação é algo que surpreende e, não se engane, torcedor, nós não iremos lutar pela Libertadores. 

Muitos estavam questionando que o time só conseguia ganhar de equipes de pior nível técnico ou do mesmo nível. Nossa realidade é essa. Talvez, do G12, nosso time titular seja melhor apenas do que o do Vasco. 

Mas ontem foi algo absurdo. A Chape vem fazendo um ano muito ruim com um time bem abaixo da média, jogo bom para ganhar e chegar aos 25 pontos, marca excelente para quem briga para não cair. No entanto, o time volta a não criar e joga de maneira sonolenta. Não é azar Diego Souza ter a bola do jogo e Gum tirar a bola em cima da linha. Diego Souza está fora de forma e é, na maioria das vezes, ruim. O problema é que para substituir ele, o técnico coloca Victor Rangel, uma das maiores aberrações que já vi vestir a camisa do Botafogo. Sério, nem na Série B em 2015 a gente tinha jogador ruim assim.

E esse time fraco da Chape DEVOLVEU Marcos Vinicius, que se torna opção para a equipe. 

Barroca mexe muito mal, mas também fica difícil com as opções do elenco. Conseguiu criar uma casca boa no 1º turno, agora ele tem que fazer MUITA força para rebaixar esse time. 

Ah, já ia me esquecendo. Não houve reposição do Erik. Que a diretoria dê um jeito de trazer algum jogador para essa semana, porque senão, fica foda. Chega logo, 2020.

Faltam 23.

Saudações alvinegras.

Twitter: @guiabizaid

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.