Header Ads

4 Grandes Memórias x 4 pequenas histórias: Momentos de Vergonha do Futebol Carioca

(Foto: Reprodução-Cidade de Niterói.com)

Como torcedor do Fluminense nascido na década de 90 sempre fui chacoteado por colegas torcedores de outras equipes cariocas. O principal alicerce da zoação era a ascenção do Tricolor saindo da Série C e sendo catapultado para a Série A de forma direta.

Como um bom adolescente fanático por futebol, eu pesquisei formas de replicar aquelas palavras que ofendiam meu clube. Devo dizer, não foi muito complicado achar esqueletos nos armários dos coirmãos.

Essa crônica visa a reflexão acerca da história de seu clube, como historiador, sei que é comum a traição que a memória nos causa. Nossa mente seleciona momentos afetivos (positivos ou negativos) para serem armazenados, os fatos muitas vezes sao esquecidos ou subvertidos pelo nosso cérebro mesmo que isso ocorra de maneira inconsciente.

Botafogo:
No ano de 1999 o Botafogo deveria ter sido rebaixado. A conta que era feita para determinar os rebaixados era bastante complexa e nessa aritimética futbolística a equipe carioca caiu.

Quando o destino da equipe alvinegra estava fadado apareceu o caso "Sandro Hiroshi" que foi divulgado pela mídia.

O jogador que defendia a equipe do São Paulo na época havia adulterado alguns documentos e o resultado entre São Paulo e Botafogo no Brasileirão foi anulado, após atuação direta do jurídico botafoguense. O 6x2 que os paulistas aplicaram na equipe carioca se transformou em 3 pontos para os alvinegros salvando este último do rebaixamento. 

Flamengo:
Na década de 80, o "Escândalo das Papeletas Amarelas" foi descoberto na diretoria da equipe do Flamengo. A euipe da Gávea subornava árbitros e fazia o que o dirigente rubro-negro chamava de "doping positivo": dava dinheiro por fora com intuito de incentivar clubes pequenos em partidas contra os rivais diretos do Fla. Os recibos dos pagamentos eram da cor amarela.

Fluminense:
O caso supracitado no ano de 1999 já era o suficiente para se colocar em cheque determinado momento da equipe Tricolor. Porém, no ano de 2013 ocorreu o "Caso Héverton" que acabou rebaixando a Portuguesa e salvou a dupla "Fla-Flu" do rebaixamento. A atuação do advogado do Flu no tribunal foi televisionada, marcando o episódio negativamente para o Flu.

Vasco:
No ano de 2005 a "Máfia do Apito" manchou a história do futebol nacional. Todos os jogos apitados por Edilson Pereira de Carvalho (protagonista do esquema mafioso) foram cancelados e remarcados. Mesmo que os jogos tenham sido apitados por um corrupto, em dois jogos apitados do Vasco da Gama não houve qualquer indicio de manipulação. A equipe Cruzmaltina perdeu para Figuerense e Botafogo nos jogos comandados por Edilson. Nas partidas remarcadas, o Vasco venceu ambos os jogos se salvando assim do rebaixamento, o que ocorreu em 2007 deveria ter acontecido dois anos antes...

A memória é a melhor amiga do torcedor, a história é uma espécie de incoveniente que existe mas a nossa paixão clubística ignora. Amar o seu  clube também significa perdoar as falhas presentes em suas histórias, o perdão é umas das formas mais lindas de amar

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.