Header Ads

Circo dos Horrores

(Foto:Lucas Merçon/ Fluminense FC)

No final do século XIX os norte-americanos Phineas Barnum, James Bailey e  James Hutchinson  se uniram para criar um dos maiores flagelos da história da humanidade: "O Primeiro Circo dos Horrores".

Expondo seres humanos com características peculiares como se estes fossem uma sub raça, esses indivíduos lucraram muito e ganharam fama. Felizmente, esse tipo de tratamento a qualquer indivíduo é condenável pela sociedade contemporânea e não se encontra mais no mundo "espetáculos" como esses com frequencia.

Ainda bem que não fiz parte do infâme trio. Porém, é possível apreciar os "horrores" que o atual elenco do Flu nos proporciona sem que as suas aparências sejam colocadaa como fatores.

Digão e Frazan têm a habilidade de olhar a bola sem tocá-la, mesmo que eles estejam em campo para fazê-lo. Se uma bola fosse arremessada em direção ao gol do Flu e os dois tivessem a missao de intercepta-la, nós veríamos uma cena digna de Matrix protagonizada pelos zagueiros, se esquivariam com louvor.

Ganso tem a peculiar habilidade de se movimentar e aparentar estar parado. A lentidão de suas passadas faria com que uma tartaruga se sentisse habilitada a dirigir um carro de Formula 1.

Gilberto tem a característica única de ser driblado de qualquer maneira, é uma espécie de Van Djik do Fluverso.

Oswaldo de Oliveira tem a habilidade de destruir tudo que há de bom. Ele pegou um trabalho interessante de Fernando Diniz e implodiu tudo como se fosse uma onda derrubando um detalhado castelo de areia. Além disso, todos que jogavam bem com Diniz não conseguem mais dominar uma bola em campo.

Há no atual elenco do Fluminense outros personagens dignos de serem tratados como "horrores". No picadeiro da aberração tricolor não encontram-se humanos que são taxados pelo que parecem, nele encontram-se indivíduos que tem habilidades únicas de serem péssimos no que deveriam saber fazer.

Se o Fluminense vai abrir algum tipo de circo não se sabe. Porém, eu já estou me sentindo um palhaço de ter que acompanhar esse show de verdadeiros horrores do século XXI.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.