Header Ads

Clássico paulista: Ferroviária e Corinthians se enfrentam no paulista e no brasileiro

Ferroviária e Corinthians no primeiro jogo da final do brasileirão. (Reprodução: Felipe Blanco/Ferroviária)
Nesta última semana, o Corinthians e a Ferroviária se enfrentaram duas vezes: na quarta (18) pela primeira partida da semifinal do paulista e no domingo (22) pela primeira partida da final do brasileiro. Esses dois confrontos foram em Araraquara, e a volta, será feita essa semana em São Paulo.

Ambos os times são muito fortes, o time alvinegro chegou a um recorde mundial de 34 vitórias seguidas, superando marcas de outros times, se manteve a primeira parte do campeonato brasileiro na liderança e no paulista, assumiu a liderança do grupo. Sem contar que possui um elenco talentoso e uma comissão técnica centrada e organizada, fruto do investimento do clube na modalidade. Não há dúvidas que seja o maior time no futebol feminino brasileiro.

Equipe completa junto à comissão técnica, no domingo, em Araraquara. (Reprodução: Bruno Teixeira/Corinthians)


As guerreiras grenás, contam com seus 18 anos de tradição na modalidade, sendo apoiada por toda cidade de Araraquara, interior de SP. É importante lembrar da bela campanha do time do interior, classificado na penúltima vaga do campeonato brasileiro, foi com muita garra e dedicação ao enfrentar o vice-líder, Santos, e virar de maneira histórica nos pênaltis, fora de casa. Passaram pelo Avaí/Kindermann, chegando a tão sonhada final. Com um elenco guerreiro e decisivo, o time conquista cada vez mais os holofotes.


Elenco da ferroviária mostrando apoio em comemoração dedicada a Ludmila, jogadora que se lesionou. (Reprodução: Dibradoras)


Pela semifinal do paulista o resultado não foi bom para equipe araraquarense, as guerreiras grenás conseguiram segurar o primeiro tempo, atacando bem e tentando ao máximo conter a equipe corinthiana. No segundo tempo, o Corinthians conseguiu uma chance de gol em um rebote que a Pardal (Carol Frisanco) converteu, depois disso as donas da casa não conseguiram mais conter o time e veio mais três gols, dos pés da Millene, Maiara e Victoria Albuquerque. 

No fim do segundo tempo, a zagueira Mimi foi expulsa, após tomar cartão amarelo, já que estava pendurada. O jogo acabou 4x0 para o Corinthians, que chegou a 34ª vitória seguida.

Comemoração durante um dos gols na semi do paulista. (Reprodução: Bruno Teixeira)
Já na partida do domingo o clima foi diferente, afinal, sempre é falado: "Em decisões a história muda", a torcida das donas da casa estava em peso, a torcida alvinegra também estava presente, tinha transmissão da Band, Dibradoras, CBFtv e até reportagem do Profissão Repórter sendo gravada.
Com menos de um minuto de jogo, a Ferroviária abriu o placar com um gol de Aline Milene, que recentemente fora convocada para disputar amistosos da seleção. Depois disso, o Corinthians tentou a todo custo empatar o placar, conseguindo apenas no fim do primeiro tempo, o gol veio pelos pés da zagueira Erika.
O clima estava bem quente em Araraquara, tanto que durante o primeiro tempo na parada técnica, a goleira afeana Luciana, desmaiou e recebeu rápido atendimento, que a possibilitou voltar a jogo.

No segundo tempo do jogo da final, quem dominou o jogo foi a equipe alvinegra, que chegava com grande perigo ao gol, mas não conseguiu marcar mais nenhum. As donas da casa perderam grandes ataques também. O jogo acabou empatado, 1x1, a decisão ficou para este domingo (29), na fazendinha, com transmissão da Band.


Essas mulheres estão de parabéns, jogaram muito bem em ambos os jogos, e o mais importante, tiveram apoio da mídia e da torcida. Os tempos estão mudando e as jogadoras conquistando cada vez mais o seu espaço.

Me acompanhe no twitter: @fclarisz

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.