Header Ads

Afinal: Quem é o maior de Goiás?

Torcidas de Atlético-GO, Goiás e Vila Nova: Qual time é o maior do Estado?

A maior discussão entre torcedores goianos é: Quem é o maior do Estado?

Cada atleticano, esmeraldino, vilanovense defende uma teoria. Mas até onde a opinião passional interfere?

Responderemos a essa pergunta analisando uma breve história destes três clubes.

PRIMEIRO TIME DA CAPITAL: ATLÉTICO

Fundado em 1937, o Dragão defende a honra de ser o clube mais antigo de Goiânia.

Antes mesmo do primeiro Campeonato Goiano, em 1944.

Um ano depois, surgiu outro clube na capital (que viria a protagonizar o futebol goiano em um futuro próximo), o Goiânia Esporte Clube.

Nasceu assim a primeira grande rivalidade de Goiás.

De um lado os adeptos ao time da Campininha (setor que foi fundado antes mesmo de Goiânia), contra os funcionários públicos do município, assim conhecidos os torcedores do Galo Carijó.

1943: SURGEM GOIÁS E VILA

A década de 40 mudou a história do futebol goiano. Em 1943, surgiram dois times (que viriam a ser
os maiores campeões estaduais na atualidade): Goiás – em 6 de abril – e Vila Nova, aos 29 de julho.

ERA AMADORA

Em 1944, foi oficializado o primeiro campeonato estadual, embora não profissional. 

O Atlético-GO se sagrou campeão deste primeiro torneio, com o Goiânia vice.

Até então, Goiás e Vila eram meros figurantes.

De 1950 a 54, o Galo Carijó ostenta a marca de pentacampeão goiano (atualmente vangloriado também pelo Goiás).

Em 1961, o Vila Nova colocou um fim a hegemonia Atlético-Goiânia, conquistando o primeiro título de sua história.

PROFISSIONALIZAÇÃO 

Após o time colorado quebrar a hegemonia, houve espaço, por exemplo, para o Anápolis Futebol Clube (campeão em 1965), e para outros times.

1966

O primeiro título goiano do Verdão. E tendo como vice o Vila (o que se tornaria o maior rivalidade do Estado).

Até então, o futebol regional tinha maior importância ao nacional.

E O BRASILEIRÃO?

Em 1973, durante a era moderna do campeonato, o Goiás debutou no cenário nacional.

A partir daí, a presença do Verde no Brasileiro foi constante.

Preocupado com o estadual, o Tigrão conquistou o tetracampeonato de 1977 a 80.

Um fato curioso, em 73, chamou a atenção: em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, o Verde perdia por 4 a 0 para o Santos de Pelé, que inclusive foi substituído.

Nos últimos 15 minutos, o Goiás liderado por Lucinho, Matinha e Paghetti, que anotou 3 gols, empatou a partida em 4 a 4.

ANOS 80

Ostentando o tetra, o Vila Nova teve sua última participação na primeira divisão em 85.

Enquanto isso, em 83, o Goiás alcançava o 5º lugar no campeonato nacional.

Em 1985, o Atlético-GO foi campeão goiano, e em seguida 88, vivendo um longo jejum após essas conquistas (até 2007).

E OS ANOS 90?

Os anos 90 vieram e, apesar da projeção nacional, o Goiás era incomodado por não tetracampeão goiano.

Em 92, o alviverde teve a chance de igualar a marca do rival, mas foi interrompido pelo Goiatuba.

Apesar disso, o Goiás levaria o vice da Copa do Brasil de 90, perdendo para o Flamengo.

De 96 a 2000, o Verdão, não só igualou o tetra, mas foi pentacampeão goiano.

DIAS ATUAIS

Além de maior participação na Série A dos goianos, o Goiás detém a honra de ser o maior campeão do Estado.

São 28 títulos goianos, além de duas série B, e três copas centro-oeste.

O torcedor, passional, defende seu clube, claro.

Mas analisando a pergunta de forma racional: o Goiás ainda detém o título de maior do Estado!

Além dos títulos e as participações na Série A, o Verde detém o status de Clube Formador, revelando grandes jogadores como os atacantes Túlio Maravilha, Fernandão e Cacau, o volante Arthur, o meia Luvanor, entre outros.

Outra estatística importante a se destacar é a vantagem esmeraldina sobre os rivais no confronto direto: contra o Vila, são 150 vitórias do Goiás, contra 71 do rival; já contra o Atlético-GO, o Verde possui 113 vitórias, e o Dragão 92.

Cabem a Atlético e Vila tentarem se sobressair.

Se até o Império Romano caiu ...

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.