Header Ads

Torcedor tubérculo, a raiz do problema.

(Imagem: Twitter/site:Bhaz.com.br)

O futebol brasileiro está em meio a um debate acerca da homofobia. Manifestações preconceituosas de natureza homofóbica sempre foram permitidas nos estádios, esse cenário mudou e muita gente reclamou.

Assim como o debate  político nesse país se empobreceu, resumindo-se a "Direita x Esquerda", a questão entre "Torcedor Raiz x Torcedor Nutella" surgiu com o objetivo de separar os frequentadores dos estádios em dois grupos antagônicos que brigam por um discurso hegemônico acerca desse tema sensível.

A questão é que esse debate nem deveria existir...

Os autodeclarados "Torcedores Raiz" são aqueles que defendem os gritos homofóbicos, alegam que essa prática é histórica no Brasil, essa tradição chancelaria todas as suas manifestações e aqueles que torcem para suas equipes (ou estão mais preocupados em fazer troça com o adversário) deveriam voltar as "raízes do torcedor brasileiro original" e seguir esses passos.

Infelizmente para esses indivíduos, a batalha que eles desejam travar já foi vencida por seus antagonistas. O resultado desse "conflito" pode ser encontrado nas leis que regem esse país. Sim, os estádios onde se realizam os jogos do CAMPEONATO BRASILEIRO, se encontram no BRASIL.  Chocante, não?

O STF, em junho deste ano, criminalizou a homofobia. Qualquer forma de tentar ofender determinado grupo ou pessoa  utilzando suas características de relacionamento afetivo como instrumento de chacota e discriminação são passíveis de punição no campo legal. Aqui nao está colocado as presferências pessoas de cada um, é lei e ponto.

 Para os derrotados, eu rogo para que mudem de ideia. O Brasil viveu mais de 350 anos de escravidão, o futebol feminino foi proibido por mais de 40 anos no século passado. Nem toda tradição deve ser mantida, as vezes as raízes devem ser arrancadas para que novas tradições sejam implantadas.

Aqueles que se definem como "Torcedores Raiz" para defender as manifestações homofóbicas são como tubérculos. Enterrados na terra, não aparecem para deslumbrar o sol da civilidade e do respeito.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.