Header Ads

Da luta contra o rebaixamento ao sonho de uma volta à Libertadores

Michael comemora o primeiro gol do Goiás contra o Corinthians | Foto: Reprodução/TV Globo

O Goiás tem vivido altos e baixos neste Brasileirão 2019.

Antes da parada para a Copa América, o Verdão fez surpreendente campanha e chegou à 6ª colocação, ingressando no G-6, zona de classificação à Libertadores do próximo ano.

O esmeraldino ainda tinha um jogo a menos, contra o Corinthians, adiado por conta do calendário apertado da equipe paulista, que ainda disputava a Copa Sul-Americana.

Chegam os problemas

Com o fim da Copa América, os jogos da Série A retornaram, e com eles um problemão ao Goiás.

A equipe ainda comandada pelo técnico Claudinei Oliveira caiu de produção, e o time não se encontrava em campo.

As derrotas foram se acumulando, e o Verdão caindo na tabela.

Para piorar a situação, o esmeraldino sofreu duas goleadas por 6 a 1: para o Flamengo, no Maracanã, e para o Santos, na Vila Belmiro.

O baixo desempenho da equipe, somado às goleadas sofridas, fez com que o treinador Claudinei Oliveira fosse demitido.

No lugar dele, rapidamente o Goiás trouxe de volta Ney Franco, que subiu o Verdão no ano passado.

Destaques do atual elenco, como Michael, Tadeu e Léo Sena, ainda se salvavam apesar do momento ruim que o time vivia.

O Verde encerrou o primeiro turno com mais uma derrota, desta vez para o Grêmio, por 3 a 0, jogando no Sul.

À beira do Z-4, o Goiás já pensava nas duas próximas decisões em casa para fugir da degola.

Os adversários foram Fluminense e Cruzeiro, na época confrontos diretos na luta contra o rebaixamento.

Vem o 2º turno

Mais uma vez surpreendendo, o Verdão emplacou quatro vitórias seguidas no returno.

Além de vencer os confrontos diretos, a equipe esmeraldina ganhou também do São Paulo, no Morumbi, e do Ceará, no Castelão, em Fortaleza.

Este início avassalador mostrou que a equipe se reencontrou na competição, e a possibilidade de sonhar com voos maiores na Série A.

O Goiás é o vice-líder do segundo turno, com cinco vitórias, um empate e uma derrota. O Verde fica atrás apenas do Flamengo, que faz campanha impecável.

Caso o Esmeraldino tivesse confirmado a vitória no jogo desta quarta-feira, 16, contra o Corinthians (deixando escapar nos minutos finais), a equipe estaria a dois pontos do G-6.

Segundo o site do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Verdão possui 16,4% de chances de voltar à Libertadores.

Talvez não consiga.

A concorrência a uma das vagas é grande, e o empate contra o Timão reduziu as esperanças.

Mas a campanha que faz o Goiás no retorno à elite, confirma que o Esmeraldino voltou para onde nunca deveria ter saído.

E aos poucos, o Verdão vai reconquistando o respeito que possuía na Série A há alguns anos atrás.





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.