Header Ads

FGF, VOCÊ É UMA VERGONHA!

Reprodução: Douglas Schinatto

Na noite de quinta (30) o vila conquista sua primeira vitória no campeonato goiano 2020, vence por 1x0 o Grêmio Anápolis, superando a má fase, erros da comissão técnica, o adversário e a sempre excelente arbitragem goiana (contém ironia). Eu não queria, mas algumas linhas desse texto vão ser destinadas à FGF e seu quadro de árbitros, já volto para o vila. 

Sempre bati na tecla que não devemos pegar o papel de vítimas roubadas e começarmos de fato a discutir a péssima qualidade da arbitragem, com raras exceções, os amantes de futebol não se importam se os árbitros são ruins, se um erro para seu lado passa, ok, mas se o erro é contra, se inicia os posts provando que é a vítima do século. Eu poderia até fazer isso aqui e tinha argumentos para isso, há três dias do maior clássico time todo desgastado pelo que transformou o árbitro no jogo, perda de um titular, tantos outros amarelados, os erros históricos para o rival... o cenário está aí.

Porém desse vitimismo o futebol está cheio, vamos olhar o geral. Que jogo assistimos e não presenciamos um erro claro? É raro no Brasileirão, se pegarmos o campeonato goiano, vou dizer que é impossível, todo jogo vai ter cagada. A arbitragem goiana é FRACA, há anos estamos vendo o campeonato minado por polêmicas, os mesmos que cometem erros gritantes, continuam arbitrando nos campeonatos seguintes e voltam a errar de forma grotesca. 


Isso me leva a pensar que o futebol goiano é uma brincadeira para a FGF, ou o que interessa mesmo é o pagamento da taxa da federação em cada jogo. Por isso, FGF, você é uma vergonha. Se contenta em ser medíocre, a situação fazendo conchavo e mudança de campeonatos para ter mais dois votos e ser reeleita, a oposição só chama oposição  por não estar no poder, são iguais. E o que realmente importa, a bola em campo, segue sem alternativas. Por fim, mais um jogo estragado por árbitro tentando aparecer, incompetente ou quaisquer adjetivos que você quiser destinar. 

Vamos parar com o papel de só reclamar e torcer para o erro ser a nosso favor.  Presidente Hugo, convoca os outros 11 presidentes e cobrem medidas para o campeonato. Novos treinamentos, investimentos nesses profissionais, reciclagem de fato comprovada para os que erraram e oportunidade para novos com o devido treinamento, coisas básicas. Discutam o sistema de arbitragem, todos são pessoas com uma segunda profissão, não vivem disso, o que leva ao fato de não se prepararem integralmente para arbitrar. É isso, vou voltar para o vila. 

O JOGO

O técnico Ariel parecia que tinha aprendido e tomado juízo, Nando, Pablo, Francesco e Celsinho saíram do time dando vaga para Eliel, Dimba, Crystian e João Pedro. O time saia da formação estranha com três zagueiros, voltava para a linha de quatro na defesa e as normais flutuações no ataque. Lucas na esquerda, Dimba as vezes abria e Gilsinho e João estavam alternando entre armar e compor o ataque. o quarteto deu certo, logo João Pedro abria o placar, garoto da base, time bem, felicidade geral.

Só que soltaram uma bruxa no OBA, perto dos 30 min do primeiro tempo o João vai dominar uma bola alta e se lesiona. Ariel coloca o estreiante Matheus Criciúma, que apesar das condições não favorecerem após essa lesão, não fez uma boa partida. A sequencia de fatos é, Crystian vai expulso de forma bizarra pelo árbitro. Ariel tira Dimba e coloca Danrlei. Jogo parado, picotado, reclamação do vila e um show de cartões amarelos distribuídos. 

Aos 45 minutos, Araújo, volante do Grêmio Anápolis é expulso por solada no Bambu, volto ao árbitro, observem como é fraco: No primeiro momento ele deu amarelo, estava na frente do lance, ele olha no chão e vê sangue na perna do Bambu, sai da rodinha e troca o cartão, vermelho. Amigos, se ele viu, entendeu que não foi solada, deu o amarelo, o sangue não faria um bom árbitro mudar o cartão, seria acidente de trabalho. OK, ele mudou para o nosso favor, mas continua uma prova dos "profissionais" que são. 

No segundo tempo com os dois times com um jogador a menos, Vila sofreu, Ariel muda o esquema, arma duas linhas de quatro e isola o Gilsinho na frente, depois muda de ideia e volta ele, mas descompacta a equipe. Melhora a situação com Lucas Silva fazendo boas jogadas em velocidade, mas não sai muito disso. 

Sofremos, mas ganhamos. Próxima rodada é clássico, não somos favoritos, mas é possível, sempre é. Basta Ariel pensar com 2 neurônios e fazer o básico. Para terminar, FGF, você é uma vergonha novamente apoiando jogo com torcida única. 

@analivia_dias

Um comentário:

  1. Quais foram os erros de arbitragem? Poderia citar. Com que embasamento você faz tais críticas ao trabalho dos árbitros? Pode especificar, vi muito censo comum no texto, me desculpe.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.