Header Ads

Flu goleia Bangu por 5 a 1 e assume liderança no Grupo B

Luccas Claro comemora o seu segundo gol na partida.
(Foto: André Durão)

Texto de Caio Ramos

O Fluminense venceu a equipe do Bangu no estádio Moça Bonita, neste domingo, às 16h. Na partida, o treinador Odair Hellmann mandou a campo uma equipe alternativa em relação às duas últimas rodadas. Além do lateral-esquerdo Egídio e os volantes Henrique e Yago Felipe, que faziam sua estreia, Muriel, Digão, Igor Julião e Miguel também recebiam uma oportunidade entre os titulares.

 Ao contrário do que se podia esperar, o time não apresentou problemas de entrosamento e logo aos 4 minutos de jogo construiu a primeira grande chance para marcar, mas o atacante Lucas Barcelos desperdiçou. Pouco tempo depois, aos 8, Miguel, jogador da base de apenas 16 anos, cobrou escanteio pela direita na cabeça de Lucas Claro. O zagueiro finalizou firme, no alto, sem chances para o goleiro Matheus Inácio.

Após abrir o placar, o Tricolor diminuiu o ritmo da partida, cedeu espaços para o adversário, mas não levava sustos. O Bangu, comandado por Eduardo Allax, também não estava completo. Ao todo, quatro jogadores foram acometidos por uma virose, entre eles Jairinho, e desfalcaram a equipe alvirrubra. 

Em meio à uma troca de passes despretensiosa, Yuri lançou Octávio por trás da zaga. O atacante dominou a bola na frente e foi atropelado por Digão, que merecia ter sido expulso. Marcelo de Lima Henrique, árbitro da partida, deixou o zagueiro tricolor no lucro e aplicou o cartão amarelo. Juninho foi para a cobrança e empatou aos 34 minutos da primeira etapa.
O gol sofrido reativou o time do Flu, que prontamente respondeu com dois bons ataques. Cinco minutos depois do empate, Egídio recebeu a bola pela esquerda e cruzou na área. Lucas Claro, mais uma vez bem posicionado, aproveitou a falha do goleiro para ampliar o marcador. Foram os primeiros dois gols do zagueiro pelo clube. 
Na volta do intervalo, o técnico Eduardo Allax promoveu duas alterações na equipe para buscar o segundo gol, mas não obteve sucesso. Fluminense, mais encaixado na marcação, não dava brechas para o Bangu, mas também não definia o jogo. Nas estocadas, o alvirrubro arrancava alguns gritos da arquibancada.
Com o placar em aberto, Odair Hellmann colocou Felipe Cardoso. Vaiado na última rodada contra Portuguesa, o centroavante foi decisivo para a vitória. Aos 30, Felipe aproveitou o erro na saída de bola do Bangu, puxou o contra-ataque e esperou o momento certo para dar assistência à Yago Felipe, que bateu de primeira para balançar as redes.
Minutos depois do terceiro gol, Felipe Cardoso, em um lance que parecia dominado pela zaga, chutou forte, no ângulo e levantou a torcida. Antes do apito final, ainda sobrou tempo para Gabriel Capixaba, em seu primeiro toque na bola, fazer o quinto e colocar números finais na goleada. 
Após três vitórias em três jogos no Campeonato Carioca, o Fluminense tem o melhor início entre os grandes e demonstra estar em boas mãos para a sequência da temporada, que ainda reserva importantes decisões na Copa Sul-Americana e na Copa do Brasil a partir de fevereiro.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.