Header Ads

O Botafogo e a Copa do Brasil

Alberto Valentim não faz um bom trabalho. Foto: Globoesporte.com

Antes de qualquer coisa: já ouviu o Linhacast, podcast do Linha de Fundo? Clique aqui e conheça!

"O Botafogo odeia a Copa do Brasil". Foi a mensagem que recebi de um grande amigo meu ao fim do jogo. Concordei, afinal, quase tivemos um novo vexame  nessa trágica competição. 
As camisas brancas,  a transmissão em rede nacional, um jogo no sul, a Copa e um jogador de nome irreverente no adversário (eu tinha certeda que o Botafogo levaria um gol de Tilica) davam o prenúncio de uma noite dolorosa.
No fim das contas, passamos e embolsamos uma boa grana, dinheiro que deveria ser utilizado para pagar a multa de Alberto Valentim e mandar ele curtir umas férias e, por que não, uma carreira de modelo.

O jogo:
Há pouco o que se comentar sobre a péssima atuação alvinegra. Mesmo com a visível melhora no 2° tempo, o Caxias colocou o Botafogo na roda o jogo todo. É inaceitável um time de Quarta divisão dominar o nosso time. E o culpado disso tudo tem nome: Alberto Valentim.
Mas antes de falar deste que é apenas um rostinho bonito no futebol, vamos falar dos pontos positivos: Pedro Raúl foi soberano no alto, além de mostrar boa mobilidade no ataque; Marcelo Benevenuto é nível Europa e carrega o time nas costas; Carli até fez uma boa partida, algo que não se via há tempos; Gatito foi bem quando exigido, o gol deles era praticamente indefensável.
Voltando ao rostinho bonito: o time esse ano está melhor que o do ano passado. Exceto pelas laterais e volância, Bruno Nazário é melhor que Valencia, Pedro Raul é melhor que o peso morto chamado Diego Souza, o garoto Luis Henrique é melhor que Rodrigo Pimpão. Além disso, temos mais opções no banco. É absurdo ele não conseguir NENHUMA evolução com essa equipe. Sou um grande defensor da tese "dar um tempo" para o técnico, mas quando ele apresenta margem para evolução. Eduardo Barroca, por mais que o trabalho estivesse estagnado, tinha mais margem do que Valentim, que consegue a façanha de ser um retranqueiro que não consegue montar um sistema defensivo bom. A posse defensiva de Barroca era mais útil e com um elenco mais forte, poderia dar mais frutos. 
Alberto Valentim é um daqueles estagiários ruins, que não parece ter a capacidade e nem o interesse em evoluir, pois oportunidade não foi o que faltou em sua carreira. 
Torço muito pelo sucesso do mineiro, ele parece ser uma boa pessoa. Mas nesse momento, o crédito que ele tinha comigo está chegando ao fim.  Estou a beira de gritar "Fora, Valentim!"

Twitter: @guiabizaid

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.