Header Ads

Odair, Vítima e Agente do Destino

(Foto: Delmiro Junior/Photo Premium)

Na noite de ontem, o Fluminense estreou na Copa Sul-Americana e não conseguiu bater o Union La Calera em pleno Maracanã. O placar de 1x1 no Rio de Janeiro não trouxe conforto a equipe das Laranjeiras mas mostrou um cenário que pode ser diferente no Chile. Pode...

Odair teve que enfrentar problemas que fugiam de sua alçada nesta estreia Tricolor em competições internacionais, ele só pôde contar com o trio Evanilson, Marcos Paulo e Michael Araujo no segundo tempo da partida. É gritante a diferença de qualidade que a equipe sofre após a entrada desses atletas. O Flu fica mais perigoso e existe um jogador que sabe empurrar a bola para as redes.

Se Odair é uma vitima do destino do futebol, ele também tem a sua parcela de culpa no empate tricolor. A dupla de volantes formada por Henrique e Hudson, pouco teve trabalho ontem. O treinador do Fluminense preferiu manter estes dois atletas e as suas substituições foram conservadoras, ele mudava as peças mas o esquema se mantinha o mesmo.

Yago joga aberto pela direita mesmo esta não sendo sua posição original. Matheus Alessandro tenta realizar as jogadas, porém, ele não sabe como tratar a pelota. Chega a ser triste ver o grande esforço que este jogador faz e como a natureza insiste em tripudiar do suor que escorre pela sua face.
No dia 18 deste mês, o Fluminense estará no Chile para jogar a partida de volta deste confronto de "mata-mata", para este duelo, o Fluminense deve ter o trio que entrou no segundo tempo de ontem.

O destino que prejudicou Odair não o atrapalha mais. Cabe ao treinador não repetir os mesmos erros de ontem, caso contrário, o destino de Odair no Fluminense pode ser interrompido em breve.

Já ouviu o Linhacast, podcast do Linha de Fundo? Clique aqui e conheça!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.