Header Ads

The Tudors Tricolor


Henrique VIII, um líder religioso perdido, um consorte que espera a sua execução e um povo que sofrerá. O Fluminense de 2020 é uma reprodução exata da Inglaterra do século XVI, os tricolores já sabem que a história será triste e que as marcas poderão ser profundas.
O Fluminense é uma religião, milhões de seguidores vestem as "três cores que traduzem tradição" e seguem semanalmente para os templos do futebol onde as partidas são disputadas. Mario Bittencourt é o líder desta instituição secular, ele que valida a ascensão de um rei que comandará o futuro do seu clube. O Papa no século XVI tinha uma função semelhante, algum indivíduo só poderia se tornar rei/rainha com a benção papal. Ao invés de se tornar Henrique VIII, o "abençoado" Odair Hellmann está fazendo o papel de Ana Bolena.
Odair se casou com Henrique, o camisa 8. Não importa a peleja disputada, lá está Henrique VIII. Ruim no desarme, lento acompanhando os rivais e inepto no setor ofensivo, o atual camisa 8 do Fluzão não consegue jogar bem uma só partida. A insistência do treinador neste atleta não faz o menor sentido, o "rei do meio campo tricolor" é um jogador ruim, simples assim.
Se o Odair foi abençoado e se casou com a pessoa errada, o resultado dessa série de infortúnios será sentido pela  massa de fiéis tricolores. O torcedor do Fluminense se vê obrigado a acompanhar os torturantes jogos da equipe das Laranjeiras, um aglomerado de atletas que acompanham a regência do fraco meio-campista do Flu. Mais uma vez, o povo sofre com a atuação de líderes incapazes.
Após romper com a Igreja Católica, Henrique VIII começou a confiscar os terrenos desta instituição e acelerou a expulsão dos camponeses ingleses das zonas rurais inglesas. O resultado disso foi um inchaço das cidades na Grã-Bretanha, aumento da violência, insalubridade e miséria. A desculpa para acelerar a economia inglesa foi a religião, o que Odair pode alegar para defender um futebol tão ruim?
O destino de Odair será o mesmo que aquele encarado por Ana Bolena, o treinador do Fluminense perderá a cabeça devido ao casamento que parece estar vinculado. Mario Abençoou o treinador errado e o povo tricolor segue seu suplício que já dura anos. A nossa fé seguirá inabalável, porém, a miséria da Série B parece estar se desenhando a nossa frente, um trauma que entrará para os livros de história do clube. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.