Header Ads

O clássico dos horrores

Y baila conmigo, moxe. Em um jogo cheio de expulsões, Vila Nova e Goiás ficaram no 0x0 no OBA na tarde deste sábado (1), em Goiânia. A partida foi novamente marcada pelo erros e acertos do melhor árbitro brasileiro, Wilton Pereira Sampaio segundo a FIFA né. 

Vila Nova 0x0 Goiás. (Foto: Vila Nova FC / Douglas Monteiro).

Bolívar orquestrou seu segundo jogo no comando do Vila Nova e já deu cara nova a equipe, um padrão de jogo, mas o time ainda esbarra em algumas deficiências e na falta de qualidade de alguns jogadores. A má qualidade do ataque colorado e a falta de um goleador prejudica o Tigre não é de hoje, Nando e Dimba ainda não corresponderam em campo. E isso começa a surtir efeito dentro das quatros linhas. Responsabilidade que não pode ser jogada somente aos dois, os demais atacantes também não mostraram resultado e isso começa a preocupar. 

O treinador conseguiu repetir a mesma escalação do jogo diante da Ponte Petra na quinta-feira(27) e isso não acontecia a algum tempo. Levou a campo o que ele tinha de melhor e seu time conseguiu segurar a pressão nos minutos iniciais. Aos 24 minutos o Tigre teve um baque, Adalberto já amarelado puxou Keko e recebeu o segundo cartão e foi expulso. 

Com um a menos, qualquer técnico faria aquela substituição rotineira, trocaria qualquer jogador por um zagueiro. Bolívar foi ousado e manteve o time em campo sem alterações, colocou Liel na zaga e seguiu o jogo. O Goiás tomou conta dos minutos finais da primeira etapa, mas também esbarrou em Liel. 

O segundo tempo foi um show de horrores, o Vila seguiu e cima do Goiás mesmo com um a menos. Mas, foi por pouco tempo. Aos 25 minutos, Crystian chamou Léo Sena para dançar e o volante adversário entrou na pilha e foi expulso por uma entrada violenta. Goiás ainda teve o lateral Caju expulso. 

O destaque da partida deve ser dividido com três monstros, Liel, Crystian e Talles. O primeiro, foi improvisado na zaga após a expulsão do Adalberto e fez uma partida impecável. O segundo, novamente fez uma boa partida, além de ter causado a expulsão do Léo Sena. Colocou o volante esmeraldino para dançar. Já o terceiro, carregou o meio de campo sozinho, não se entregou hora nenhuma.

O técnico Bolívar terá uma semana cheia pela frente para trabalhar. O Tigão só volta a campo no próximo domingo (8), onde visitará o Jaraguá no estádio Amintas de Freitas em Jaraguá as 16h.


3 comentários:

Tecnologia do Blogger.