Header Ads

São Tomé

(Divulgação: Diário Carioca)




Antes de qualquer coisa: já ouviu o Linhacast, podcast do Linha de Fundo? Clique aqui e conheça


“Se não vir, nas mãos d’Ele o sinal dos pregos, e não puser o meu dedo no lugar dos pregos, e não introduzir a minha mão no Seu lado, não acreditarei!” (cf. Jo 20, 25).

Na noite de ontem, o Fluminense venceu o Botafogo-PB por 2x0. Além da vitória, a escalação posta em campo por Odair mostra que o treineiro do Fluzão quis testar o que a torcida vinha pedindo há muito tempo. Odair foi São Tomé, não acreditava na voz do povo, porém, agora deve estar convertido.

Hudson, Marcos Paulo e Hyago. Esses 3 atletas devem ser titulares do Fluminense sem contestações, a equipe atuou em campo com fluidez e dominou o seu adversário durante quase todo o jogo. Esse triunvirato era um pedido antigo de boa parte da torcida do Fluzão, cada toque na bola de Henrique como titular do Fluminense era um insulto ao bom senso daqueles que gostam do esporte bretão.

Aparentemente, Odair quis testar os anseios da torcida tricolor nesta última partida. Ele rompeu seu vínculo quase sobrenatural com Henrique e colocou em campo os aclamados Yuri e Hudson.

Seu "Ver para querer" foi premiado com um meio-campo competente que atacava e defendia com frequência. Uma pena que o outro sacado foi Yuri, um bom jogador que cumpre bem o seu papel de "Cão de Guarda" mas ele é inferior tecnicamente aos titulares escolhidos desta última partida.

Se Odair foi convertido pelos clamores ta torcida, não sabemos. São Tomé precisou tocar nas chagas de Cristo para provar que o filho de Deus havia renascido, Odair precisou colocar a equipe que boa parte da torcida queria em campo para perceber que ele vinha errando nas últimas escalações.

Odair testou o povo e a resposta veio em campo. A partir de hoje, esperamos que o nosso técnico faça  o que parece o óbvio. O óbvio que ele insistia em negar por uma fé herética ao futebol bem jogado.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.