Header Ads

Sem vontade de ganhar, Botafogo esbarra na arbitragem e empata no Maranhão

O Botafogo foi até o Maranhão para enfrentar o Sampaio Corrêa em jogo válido pela 29ª rodada da Série B. Tendo perdido apenas 1 jogo em casa, o Sampaio tinha como missão derrotar o Glorioso, melhor visitante da competição, mas com retrospecto ruim no Nordeste. Com muitos erros de arbitragem, o jogo terminou empatado. Líder absoluto, o Botafogo, que não perde há 8 jogos, agora tem 56 pontos e só volta a jogar no sábado, dia 17, às 16h, no Nilton Santos. O adversário é o Bragantino. 

O JOGO

O Sampaio foi superior do início ao fim. Com posse de bola e domínio de jogo, atacava, arriscava, chegava à frente mas não conseguia transformar tamanha superioridade em gol. Em um raro momento de lucidez, o Botafogo é quem abriu o placar, mas antes, aos 12 minutos, Fernandes, destaque do Alvinegro, com dores no joelho, não aguentou e foi substituído por Camacho. Bom, o gol do Glorioso aconteceu aos 19'. Navarro, pela esquerda, achou Diego, que cruzou na medida para Neilton, que aproveitou saída ruim do goleiro e escorou para o fundo das redes. Botafogo 1 a 0 em sua primeira chance clara. O Sampaio era melhor, mas não aproveitava o volume de jogo. 

Aos 28', pressionando o Botafogo, o Sampaio Corrêa quase empatou. Edimar recebeu cruzamento na área e raspou de cabeça. A bola foi para fora. Aos 35', o time maranhense esbarrou em Jefferson, que fez bela defesa. Henrique cruzou para o meio da área e achou Válber, que completou para o gol, mas o mito defendeu bonito e evitou o gol de empate. Aos 42', o Botafogo respondeu com cabeçada de Renan Fonseca, que quase surpreendeu o goleiro Rodrigo Viana. Aos 45', Válber, novamente arriscou. Ele infiltrou na área e chutou. A bola desviou, mas Jefferson, atento, ajeitou o corpo e mandou para linha de fundo. 

Aos 47', o juiz encerrou o primeiro tempo. 

Se a etapa inicial não ficou marcada pela emoção, não se pode dizer o mesmo do segundo tempo, no qual várias polêmicas ocorreram. 

Aos 8 minutos, o Sampaio empatou o jogo com gol IRREGULAR. Raí cruzou e Jefferson espalmou para o meio da área. Diones disputou rebote com a zaga do Botafogo e tocou para Jheimy, que sozinho e em posição de IMPEDIMENTO, marcou o gol. 

Surpreendentemente, o Botafogo não precisou de muito tempo para ficar novamente a frente no placar. Aos 13 minutos, Diego, pelo lado direito, cruzou na medida para Navarro, em posição legal, que na área, ganhou dos zagueiros e cabeceou bonito para virar o jogo. 

Daí em diante, o Botafogo apenas se defendeu. Aos 20', Sassá entrou no lugar de Neilton, que apesar do gol no primeiro tempo, não fazia um bom jogo. 

Aos 22', Diones cruzou e a zaga do Botafogo, como sempre, deu bobeira. Válber completou de cabeça mas a bola foi para fora, mas por muito pouco. Henrique, que entrou no decorrer do jogo na equipe do Sampaio, infernizava a defesa botafoguense. Aos 31', o ponta tentou driblar Diego na área e se jogou. O árbitro não caiu na dele e mandou o jogo seguir. No minuto seguinte, Charles chutou de fora e a bola bateu na mão do zagueiro botafoguense, dentro da área. O lance era discutível mas o juiz, mais uma vez, deu lance normal. 

Aos 33', Ricardo Gomes aproveitou para fazer a última alteração no Glorioso: Daniel Carvalho, morto em campo, saiu para dar lugar a Octávio, em uma daquelas famosas mexidas do treinador que ninguém consegue entender. 

O Botafogo se defendia como podia e mais uma vez tentava vencer na base do sofrimento. Com a vitória encaminhada, o Alvinegro sofreu um duro golpe aos 50 minutos, no último lance do jogo.Charles cruzou para a área e Douglas Oliveira, de cabeça, tentou empatar. Jefferson fez ótima defesa. Jheimy, IMPEDIDO, pegou o rebote e tocou para trás. Douglas Oliveira, de bicicleta, arriscou e mandou a bola na trave. Em novo rebote, Edimar completou para o gol livre. Fim de jogo e 1 ponto para cada equipe. 

Com DOIS gols irregulares, o Botafogo sofreu com a arbitragem, mas fez mais uma vez péssima partida. 

                         Botafogo e Sampaio ficaram apenas no empate (Foto: Ag Estado)

OBSERVAÇÕES

O Botafogo não joga bem já faz um bom tempo. Nem lembro qual foi o último bom jogo que o time fez. Ele vence mas não convence. Tem faltado vontade de vencer. 

Diego, o qual acho fraco, hoje foi bem no jogo. Teve participação efetiva nos gols alvinegros. 

O Sampaio Corrêa foi melhor e merecia vencer. Fez gols irregulares, mas foi superior. 

Com ou sem erros de arbitragem, não pode o Botafogo, líder, tomar gol no último lance do jogo. Detalhe: no lance do escanteio, apenas DOIS jogadores do Botafogo estavam na área. 

A bola parece queimar nos pés dos jogadores. O time praticamente abdica de atacar, só se defende. O time fica acuado. 

Ricardo Gomes, conformado, gostou da atuação do time e elogiou o Sampaio. O time tomou um gol no último lance e ainda assim ele disse que o resultado foi bom... E o Botafogo ainda quer renovar com o treinador. #FORARICARDOGOMES

E o mais impressionante: o Botafogo teve DEZ dias para treinar e corrigir os erros. Pelo visto não adiantou. E agora o clube tem mais QUINZE dias para treinar. Vale lembrar que quanto mais tempo o time tem para treinar, pior ele volta. 

FICHA DO JOGO

Sampaio Corrêa 2
Rodrigo Viana, Marcelinho, Edimar, Plínio, Raí (Douglas Oliveira); Diones, Léo Salino, Válber, Léo Rodrigues (Charles); Edgar (Henrique), Jheimy. Técnico: Leonardo Condé. 

Botafogo 2
Jefferson, Diego, Renan Fonseca, Roger Carvalho, Diego Giaretta; Rodrigo Lindoso, Willian Arão, Fernandes (Camacho), Daniel Carvalho (Octávio); Neilton (Sassá), Álvaro Navarro. Técnico: Ricardo Gomes. 

Estádio: Castelão (MA).
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF). 
Assistentes: Fabio Pereira (TO) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF).
Gols: Neilton (19' do 1º T), Jheimy (8' do 2º T), Álvaro Navarro (13' do 2º T), Edimar (50' do 2º T).
Cartões amarelos: Plínio e Jheimy (Sampaio Corrêa); Roger Carvalho, Daniel Carvalho e Neilton (Botafogo). 
Público: 27.246.
Renda: R$ 588.330,00.

Por: Gabriel De Luca (@biel_dluca).  

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.