Header Ads

Áustria joga melhor, mas não segura a Islândia

(Foto: Shaun Botterill/Getty Images)
A partida que decidiu a vida de Áustria e Islândia na Eurocopa teve muita emoção para os dois times. Se logo aos 17 minutos Bödvarsson abriu o placar para os islandeses, Dragovic teve a chance de empatar aos 35' após pênalti bobo, mas o zagueiro mandou direto para fora.

Com o segundo tempo aberto, a Áustria precisava da vitória e sufocou a Islândia, mantendo o jogo em seu campo de ataque e dando pouco espaço aos islandeses, marcando o empate aos 14 minutos. Entretanto, aos 49' do segundo tempo, após o goleiro Almer sair para tentar marcar no escanteio, Traustason aproveitou e, sozinho, marcou o segundo da Islândia, classificando sua seleção e eliminando os austríacos.

Islândia: Seleção faz história e está classificada para as oitavas

Jogadores e torcida comemoram com a famosa coreografia islandesa (Foto: Paul Gilham/Getty Images)
A Islândia seguiu fazendo história na Eurocopa 2016. Após conseguir o segundo lugar em um grupo que tínhamos a tradicional Holanda nas Eliminatórias, a seleção conquistou a classificação inédita para a fase final da Euro. Na estreia da competição, o empate contra a temida Portugal surpreendeu muitos. Na segunda partida, a vitória contra a Hungria estava na mão e escapou aos 43 minutos do segundo tempo com um gol contra. Hoje mais um capítulo foi escrito.

O início de partida dos "Strákarnir okkar" (nossos garotos) surpreendeu. A seleção propunha o jogo e jogava para frente, não foi a toa que logo aos 2 minutos Gudmundsson carimbou a trave defendida por Almer. A pressão continuou e, aos 17’, Bodvarsson aproveitou bola na grande área e abriu o placar.

O empate já classificaria a seleção e, com a vitória, a Islândia passou a somente se defender. A estratégia quase foi por água abaixo quando o árbitro marcou pênalti de Skúlason em Alaba. Na cobrança, Dragovic acertou a trave e renovou a esperança islandesa. No contra-ataque da penalidade desperdiçada, Bjarnason recebeu a frente e tirou de Almer para marcar o segundo, mas o impedimento foi assinalado.

No segundo tempo tivemos mais do mesmo, a Áustria pressionava em busca do empate e a Islândia se defendia. A tranquilidade durou pouco mais de 14 minutos, quando Schopf tabelou com Alaba e tocou no canto de Halldórsson para empatar a partida. A partir daí foi só pressão austríaca, enquanto a Islândia tentava garantir a classificação nos contra-ataques. Tudo parecia estar decidido quando Birkir Bjarnason deu o chutão para frente e a bola sobrou para Elmar Bjarnason, sozinho, arrancar pela direita e cruzar na medida para Traustason fazer e garantir a classificação islandesa.

A vitória assegurou a segunda colocação a brava Islândia, que em sua primeira disputa de Eurocopa já conseguiu a classificação para a segunda fase. Com a mesma pontuação da líder Hungria, perdendo apenas no saldo de gols, os "nossos garotos" agora terão a Inglaterra pela frente. O confronto das oitavas de final ocorre na próxima segunda-feira (27/06), às 16h, no Allianz Riviera, em Nice.

Áustria: Em seu melhor jogo na Euro, time não consegue vencer

(Foto: Shaun Botterill/Getty Images)

Se antes foi difícil ver uma atuação boa da Áustria, contra a Islândia eles finalmente mostraram um bom futebol. Demorou um pouco até que os austríacos notassem que só a vitória importava, já que os islandeses começaram jogando com muito mais intensidade. O primeiro tapa na cara foi o gol sofrido aos 17 minutos, o que poderia ter abalado a equipe imediatamente. Entretanto, Alaba e companhia não recuaram e começaram a ir para cima, finalizando diversas vezes e assustando o goleiro adversário.

Se houve um pecado que pode ter mudado o jogo foi o pênalti perdido por Dragovic no fim do primeiro tempo. Aquela bola fora deixou a Áustria precisando jogar no desespero, tentando de tudo para marcar. O empate saiu dos pés de Schöpf ainda na etapa inicial e deixou o duelo mais aberto.

Foi importante ver a Áustria indo para cima do minuto que levou o primeiro gol até o final, quando sofreu o 2 a 1 depois de um contra-ataque islandês. Os austríacos batalharam muito, mas infelizmente foi tarde demais. É fato que, se a equipe tivesse tido o mesmo desempenho nos outros jogos, provavelmente teria brigado mais pela vaga.

Os austríacos, que encantaram a Europa com o desempenho incrível nas Eliminatórias, hoje dão adeus à Eurocopa com apenas um ponto conquistado e muitos tópicos para melhorar para, quem sabe, voltar a ser uma seleção poderosa.

Mariana Sá | @imastargirl
Fellipe Soares | @_FellipeS

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.