Header Ads

Brasil patina feio na sétima rodada

Tche! Hoje foi sofrível. Era para ser proibido alguém pedir para eu escrever alguma coisa sobre Criciúma 3 X 0 Brasil. Nem o narrador da Rádio Xavante se escapou. Depois fiquei sabendo que a narração foi feita do meio da torcida Xavante e sem as melhores condições técnicas. Aliás, dessa torcida dá para escrever um caderno. Laudas e laudas e não seria o suficiente para descrever a paixão e a loucura desses índios que atravessam o país para ver o Rubro Negro dos Pampas apenas jogar uma partida de futebol. Meu rádio, ainda fanho porque não troquei as pilhas, balbuciava erros e mais erros do escrete de Zimmermann. Quase dei uma porrada nele quando, há apenas quarenta segundo de partida, berrava aquilo que anunciava que a noite seria de tormentas. Gol dos caras! Teve torcedor Rubro Negro que nem tinha pegado a cerveja ainda. Não me admiro se alguém jogou a coitada da garrafa longe como forma de protesto. Está rindo do quê? Isto é mais comum do que tu possa imaginar quando se trata de torcedor de futebol. Principalmente de clubes como o G. E. Brasil.

Sem desmerecer o Criciúma, foi a pior apresentação do Xavante neste campeonato e espero que o time reaja ao estilo piloto de Fórmula 1. Bateu? Esbodegou o carro? Corre e vai direto pegar outro que é para não dar tempo de se atormentar com o sinistro. Que falta que o Cirilo fez! E o Wender ainda me arruma uma expulsão. Não quero nem pensar em quem RZ vai colocar na lateral direita no próximo jogo. Iniciamos o jogo com Eduardo Martini; Wender, Teco, Leandro Camilo e Marlon; Leandro Leite, Washington, Marcão e Diogo Oliveira; Marcos Paraná e Ramon. Sem Cirilo e sem Felipe Garcia, não deu nem para a arrancada. Felipe Garcia, Papa e Nathan ainda entraram em campo, mas foram incapazes de mudar um resultado que bateu direto no fígado.

Despencamos do G4, mas ainda estamos seis pontos à frente da turma da degola. O sacode foi forte e agora temos que ganhar do Tupi no próximo sábado. Com onze pontos ganhos estamos ali, há dois pontinhos da zona de classificação. Não fosse aquele gol prematuro e principalmente a goleada estaríamos zoando todo o mundo, mas hoje é melhor guardar a viola, reforçar nos cobertores e ir dormir porque amanhã é outro dia.

Por falar em outro dia, o que dá gosto mesmo é ver as obras do novo Bento Freitas. Ali sim, é um golaço atrás do outro. Vá lá. Dê uma espiada no site que acompanha o andamento da façanha Xavante e de lambuja colabore.

Bem, tentei completar a lauda, mas como o time, hoje meu rendimento não está lá essas coisas. Melhor ficar por aqui. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.