Header Ads

Campanha para a Série A, torcida para a Série C

Saudações Rubro-Negras!

O Atlético recebeu o Bragantino no estádio Serra Dourada em jogo válido pela sexta rodada da Série B e, novamente, venceu pelo placar mínimo. Foi a quinta vitória atleticana na competição e em nossa frente só enxergamos o Vasco, com um ponto a mais. A diferença para o terceiro colocado é de quatro pontos e o time vem jogando de maneira consistente e dando orgulho aos seus fiéis torcedores. Tudo isso não foi capaz de levar a torcida para o estádio, sendo que o ingresso estava apenas 10 reais, então o que falta?

Poderia falar da vitória do Dragão, e vou, afinal o time está dando um orgulho danado aos torcedores, mas essa crônica será priorizada a vergonha nacional que o time está passando por conta de seus torcedores não tão fiéis que não tem coragem de perder o conforto do seu sofá para ir gritar e apoiar o time em busca do acesso a Série A.


O JOGO

No primeiro tempo a partida ficou muito presa na forte marcação das duas equipes, e contou com apenas três chegadas ao ataque, duas do Dragão e uma do Massa Bruta. Quem chegou primeiro foi o Atlético, aos 8 minutos, com chute de fora da área de Júnior Viçosa, mas não assustou o goleiro Felipe, ao contrário foi à chegada do Bragantino, aos 24’, que levou muito perigo e fez o coração dos atleticanos dar aquela acelerada, Bruno Pacheco cobrou falta na cabeça de Guilherme Andrade, que cabeceou e tirou tinta da trave esquerda de Marcos.

Porém, apesar das poucas chances quem merecia o gol de fato era o Dragão, pois ficava com a bola por mais tempo e tentava chegar com bolas aéreas e, em uma delas, a zaga cortou mal e a bola sobrou com Pedro Bambu, que encheu o pé e marcou um verdadeiro golaço no Serra Dourada, a pintura foi o quinto gol dele com a camisa do Atlético e o terceiro em 2016. O autor do gol está comemorando seu aniversário nesta segunda e merece os parabéns e agradecimentos de toda nação atleticana, parabéns, Bambu!


O segundo tempo foi mais do mesmo, poucas chegadas e marcação forte dos dois lados, e tivemos destaque para finalizações de longa distância, que tem sido um trunfo atleticano e garantindo alguns pontos e não era utilizada em comandos anteriores ao de Marcelo Cabo. Aos 7’, Pedro Bambu chutou forte para fora e quatro minutos depois Michel soltou uma bomba obrigando o goleiro Felipe a mandar para escanteio, aos 19 minutos Luiz Fernando também tentou de fora mas bateu longe e Júnior Viçosa, aos 32 minutos, ganhou a disputa com a zaga do Bragantino e chutou forte para longe da meta.

Já nos acréscimos a torcida do Dragão soltou o grito de gol mais uma vez, Júnior Viçosa desviou um cruzamento pela direita e o goleiro Felipe deu rebote, Lino completou e balançou a rede do Serra Dourada, seria o segundo gol do Dragão se nosso herói de 2014 não estivesse em condição irregular na hora do cabeceio.

Assim, o árbitro deu por encerrada a partida, agora o Dragão viaja até Curitiba e enfrenta o Paraná, 12º na tabela de classificação e invicto há cinco jogos, já o Bragantino continua na zona de rebaixamento e enfrentará o Avaí, em casa, os dois jogos estão confirmados para o dia 07 de Junho às 19h15 com transmissão dos canais Premiere Futebol Clube.

A TORCIDA

822 pagantes, 1211 presentes. A torcida do Atlético está conseguindo se superar. O time é vice-líder da competição, tem uma boa gordura para cima dos adversários considerando que é apenas início de Série B, ganhou cinco jogos em seis disputados e o preço do ingresso estava 10 reais, pauta que a torcida sempre reclamou quando custava apenas 20.

O presidente do conselho deliberativo atleticano, Jovair Arantes, tem uma relação um tanto quanto estremecida com a torcida por conta de suas constantes críticas à torcida do Dragão devido ao baixo público nos jogos. Todo torcedor ausente busca um muro para se escorar e defender a sua ausência e vou lista-las para vocês

Má campanha;
Preço do ingresso;
Não é no Accioly;
Horário da partida;
Dia da partida;
Violência (para os clássicos ou jogos de maior porte);
Sócio Torcedor, que não existe;

Agora vamos refutar, o Atlético tem o melhor início de Série B de sua história, o preço do ingresso é o mais barato da competição, o Antônio Accioly já está sendo reformado e, quem sabe, ainda nesta Série B ainda possamos jogar lá com arquibancadas móveis. O jogo era às 21h de sábado, mas se fosse 16h teríamos no máximo 200 torcedores a mais, que dependem do transporte público e que querem ir ao Serra. Fora que era uma partida de torcida única.

O Sócio Torcedor está sendo planejado e isso não sou eu quem digo, o próprio presidente Maurício Sampaio disse, e provavelmente ele virá junto com o Accioly para que o torcedor possa usufruir de seus benefícios em sua eterna casa, mas qual empresa quer fazer parceria com o Dragão, para conseguir descontos em mercadorias para os atleticanos, se a marca dela está sendo exposta para menos de 1000 pessoas no estádio? Nenhuma empresa quer isso, isso vale para patrocínio de camisas também, que o Atlético tem uma dificuldade imensa de conseguir.

A reforma do Accioly está andando (foto: Dragão Goiano)
Tudo, absolutamente tudo no futebol gira em torno do torcedor, o número de camisas vendidas, o público nos estádios, o número de vendas do premiere, tudo isso influencia na hora do empresário escolher em qual clube investir. O Atlético tem torcida, o Atlético tem tradição, mas quem sabe disso somos nós, atleticanos, e temos que mostrar para todos a força do atleticano para que renda frutos ao nosso clube. Aos olhos do resto do país, somos um São Caetano.

Não se enganem, se o Atlético tivesse uma boa média de público, todos os jogos com mando do Dragão seriam em Goiânia, inclusive jogos se maior apelo para a população.

Vá ao estádio.

Wendel Azeredo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.