Header Ads

Canindezaço, o dia pro lusitano esquecer


Estou cansado de vir aqui em minhas crônicas de pós-jogo achincalhar, criticar, meter o pau e xingar muito os jogadores da Portuguesa. Entretanto o que aconteceu no dia 13/06/2016 no estádio Oswaldo Teixeira Duarte, o Canindé, orgulho lusitano e palco de diversas glórias da Portuguesa mais querida do Brasil é um dia para se esquecer.

Como já disse no parágrafo anterior, sempre xingo os jogadores, mas as vezes é claro alguns se salvam, desta vez nenhum se salva. Se eu tiver que citar algum dos jogadores ou membros da comissão técnica lusitana, presentes nos sonoro 5 a 0 que levamos em casa para o Botafogo-SP citaria o goleiro Douglas, que já tanto critique aqui, mas desta vez não falhou em nenhum dos gols sofridos e que se não fosse por ele ainda teríamos sofrido mais. Deixo o registro que isto não o salva da condição de não merecer ser titular da camisa número um da Lusa.

Quando cheguei em casa no domingo, após a surra aplicada pelo time de Ribeirão Preto na Lusa, a primeira palavra que veio na minha cabeça para explicar o que aconteceu aos meus pais e familiares, foi "Canidezaço", e por quê? Ora, salvo as devidas proporções, entre o Mineiraço e o Maracanaço vamos a tudo que circulou estes dois fatos e arremeter ao que também sucedeu no Canindé.

- Os três times vinham de jogos com vitórias diante de equipes inferiores em casa, quando pegaram uma com mais tarimba, também em casa. Sofreram;

- Os três times vinham de uma reformulação (em 50, primeira Copa que voltou a ser disputada depois do pós-guerra);

- A torcida ficou estática, parada sem ação ao que aconteceu.

Pois é, tudo se encaixa perfeitamente. Lusa enfrentou o time do Ypiranga, no Canindé e venceu bem com um elenco todo reformulado. Ao enfrentar uma equipe mais forte, mais preparada e com mais entrosamento como é o caso do Botafogo, foi amplamente dominada e sofreu. Sofreu muito, com a torcida sem acreditar no que via. Apenas assistindo, essa foi a reação dos quase 2000 torcedores no Canindé.

NOVO COMANDANTE

Com a derrota histórica, o treinador Anderson Beraldo deixou o cargo à disposição. A diretoria da Portuguesa agiu rápido e anunciou no fim da tarde de hoje a contratação do treinador Jorginho Cantinflas, treinador responsável pelo acesso da Portuguesa à série A do Brasileirão em 2011 juntamente com a conquista da Série B. Ele e seu staff se apresentam amanhã no CT do Parque Ecológico.

Twitter >> @EuRodriFerreira

3 comentários:

  1. Ótimo texto e vamos torcer para que mais esta nova mudança dê jeito no elenco, mas acho difícil, já que são velhos problemas e conhecidas atitudes, VAI LUSA, PÔ!

    ResponderExcluir
  2. PORTUGA LEGAL RENASCER DAS CINZAS !!! FÊNIX !!!

    ResponderExcluir
  3. PORTUGA LEGAL RENASCER DAS CINZAS !!! FÊNIX !!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.