Header Ads

Vitória bate o lider Inter no Barradão com show de Marinho

Foto: EcVitoria / Divulgação
Com Barradão meio vazio e o torcedor desconfiado, o Vitória surpreendeu mais uma vez ao bater o líder Internacional por 1x0, e praticamente sem dar chances ao adversário.

RESUMO

Mancini veio novamente em um 4-3-3 típico e com variação para o 4-1-4-1 com marcação mista. Ou seja, alguns com tarefas de marcação por zona e outros com tarefas para fazer encaixes individuais. Flávio por exemplo fez um jogo tático muito bom, pois teve a função de anular a fase de construção e controle do Inter que é com Fernando BOB.

Já contra o Flamengo Flávio ficou meio sem função e rendeu muito menos. Mas ontem Amaral foi o figurante do jogo, apesar de no final se dedicar a correr atrás dos atletas do Inter e mostrar que pelo menos não estava cansado. Mas continua muito pesado, lento no raciocínio, e mal nos fundamentos de passe, domínio e posicionamento.

Ontem já conseguimos acompanhar que Kieza fazia o abafa na defesa enquanto outros marcavam a zona no 4-1-4-1 e os encaixes individuais aconteciam. Jogos atrás, Domingues e Kieza ficavam batendo cabeça sem saber quem fazia a perseguição ou dava o abafa. E o gol saiu por conta dessa definição.

Argel que atua no 4-3-3 com Vitinho de Falso 9 e o principal armador do time. Uma vez que Andrigo ainda não tem o potencial ideal para ser o termômetro que o clube precisa na meiuca, parece estar sendo empurrado para aparecer e ser uma futura boa receita para o clube gaúcho.

Houve também pouco estudo do time do Vitória pelo Inter, que só não sofreu com mais gols por conta do apito amigo da CBF. O trio de arbitragem precisa urgente de fazer exame de vista. Ou agiu de fé mesmo.

Outra boa situação para o clube do Vitória foi à volta de Marinho, atleta que tem um potencial físico que impressiona. E ontem também foi bem taticamente e tecnicamente. No entanto, precisa se lapidar no quesito passe e visão de campo, pois faz uso em demasia da jogada pessoal e essa delegação da pelota trás prejuízo para o grupo e pra ele, que acaba apanhando demais.

Nosso lado esquerdo que antes da partida dava indícios de ser um tormento foi bem preenchido por Euller que foi seguro no setor e só desceu no apoio uma vez. Mas o bom mesmo é ter um lateral que defenda como ele fez ontem, mas também faça ultrapassagens para abrir a defesa adversária.

Batemos o líder, mas o Inter eu coloquei na competição 2, não tem fôlego e nem elenco para jogar a competição 1.

Ao Vitória agora resta se concentrar dobrado para um jogo de confronto direto no Rio de Janeiro, esse sim muito essencial dentro de nossa competição, a 4.

É isso aí galera!

Seja Sócio SMV!

Por @AdsonPiedade

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 1 X 0 INTERNACIONAL

Local: Estádio Manoel Barradas (Barradão) em Salvador
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Thiago Peixoto (ASP FIFA-SP)
Assistentes: Emerson Carvalho (FIFA-SP) e Anderson Coelho (CBF-SP)
Cartões amarelos: Paulão, Anselmo, Gustavo Ferrareis, Jair, Arthur e Sasha (Internacional); Wiliam Farias (Vitória)
Gol: Marinho, aos quatro minutos

VITÓRIA: Fernando Miguel; Norberto Neto (Maicon Silva), Victor Ramos, Ramon e Euller (Kanu); Amaral, William Farias e Flávio; Marinho; Dagoberto (Leandro) e Kieza. Técnico: Vagner Mancini

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Artur; Anselmo, Fernando Bob, Gustavo Ferrareis e Andrigo (Aylon); Sasha e Vitinho. Técnico: Argel Fucks

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.