Header Ads

Vitória sofre derrota no Rio por placar minimo

Foto: EcVitória / Divulgação
Vitória foi ao Rio de Janeiro tentar seu primeiro triunfo no Brasileirão Série A 2016 fora de casa contra o Flamengo. Mas o time continua sem evolução na sua proposta de jogo e viu o adversário fazer um 1x0 com o jovem Vizeu na segunda etapa e garantir o resultado.

RESUMO

Mancini foi forçado a mudar o time novamente, e tentou na entrada de Flávio desde o inicio, um time mais compacto e com maior intensidade de jogo. Mas quando a bola rolou, jogadores como Amaral, Ramon, Victor Ramos, Vander continuaram as suas cruzadas de declínio técnico e físico. 

Aliado a esse momento, Dagoberto mostrava estar longe do ideal, Flávio meio fora de sintonia e sem a pegada necessária pra ser titular, Fernando Miguel tremendo na meta e passando medo ao torcedor, Kieza tenta se virar sozinho e Fárias sofrendo abandonado no meio campo. 

Mancini não dar mostras de alterar a forma de jogar, então, o resultado disso tudo é um time em campo que não sabe como atacar e nem se defender.

Não existe neste momento um padrão de jogo para se executado quando a bola é retomada e nem quando a bola é perdida. A tal da transição ofensiva e defensiva que era lenta no campeonato baiano, deixou de existir na Série A, ou ser apresentada, pois foi sucumbida pelo grau de dificuldade dos jogos.

Logo, isso gera insegurança, o emocional abalado impacta na parte física diretamente. Aí o time não aproxima para tentar uma triangulação ou tabela, quase nenhuma ultrapassagem é executada, as jogadas de fundo de campo quase nunca surtem efeito ou acontecem, disputas físicas parece meninos contra Homens e o time fica agonizando no campo, pedindo para o tempo passar.

O adversário se aproveita desse cenário para impor sua melhor condição e mesmo que as vezes não seja essa condição tão gritante, acaba dando essa visão para quem está assistindo e não conhece as duas equipes.

Já me preocupa o fato desses ditos reforços do clube guardados a sete chaves para serem anunciados dia 20. Pois se realmente não forem reforços, e reforços são aqueles que chegam e jogam e assumem a responsabilidade e dão resultado imediato. E para que possam fazer isso, precisa ser nomes que estejam em atividade, atuando de forma regular.

Pois se assim não forem, o clube estará dentro d`água e terá que recorrer a um melhor plano de jogo para tentar ser campeão dessa Competição 4 que disputamos.

Agora é irmos ao Barradão e torcer por mais um resultado positivo.

É isso aí galera!

Seja Sócio SMV!

Por @AdsonPiedade





FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 x 0 VITÓRIA


FLAMENGO: Alex Muralha; Rodinei, Léo Duarte, César Martins e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão, Mancuello (Éverton) e Alan Patrick (Cuéllar); Marcelo Cirino (Gabriel) e Felipe Vizeu. Técnico: Zé Ricardo (interino).

VITÓRIA: Fernando Miguel; Maicon Silva, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral (Leandro Domingues), Willian Farias, Flávio e Vander (David); Dagoberto (Alípio) e Kieza. Técnico: Vagner Mancini.

GOL: Vizeu, aos 18 minutos do primeiro tempo.
CARTÕES AMARELOS: Rodinei e Léo Duarte (Flamengo); Kieza e Diego Renan (Vitória).
ÁRBITRO: Igor Júnio Benevenuto (MG).
RENDA: R$ 80.375,00.
PÚBLICO: 4.661 pagantes (6.164 no total).
LOCAL: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.