Header Ads

Em duelo de lanternas, o Joinville leva a melhor sobre o Sampaio

Em Santa Catarina, o Sampaio Corrêa enfrentou o Joinville pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. O duelo de tricolores marcava o encontro dos dois últimos da tabela. O time maranhense vinha de um empate diante do Paysandu e o JEC, que não vencia a seis jogos, de uma derrota para o Brasil-RS. A vitória dos donos da casa foi justa e a Bolívia Querida acabou sendo derrotada por 2 x 0.


Ainda sem poder contar com Rafael Estevam, o técnico Wagner Lopes promoveu a estreia de Renan Luís na lateral esquerda. O jogador disputou o Paulistão pelo RB Brasil e quase não foi utilizado na competição. Isso mesmo! O lateral esquerdo era reserva desse time. A que ponto nós chegamos! No papel, o tricolor maranhense foi armado para ser ofensivo e apostaria na velocidade de Edgar e Pimentinha pelos lados no ataque.

O time da casa começou dando um susto na defensiva maranhense e já demonstrava o que seria a tônica do jogo. Logo aos 2 minutos, o meia Carlos Alberto chutou de fora da área e Rodrigo Ramos fez a defesa em dois tempos. E não demorou muito para o mesmo Carlos Alberto dar início a mais uma derrota da Bolívia Querida. Aos 11 minutos, o JEC cobrou lateral na direita diretamente na área. O zagueiro Luiz Otávio cabeceou erroneamente para trás e a bola caiu nos pés do camisa 10 catarinense, que finalizou de primeira para abrir o placar.

A defesa boliviana continuava a dar espaço para as investidas do time da casa. E aos 15 minutos, Diones recebeu bom passe entre a defesa adversária e rolou para o meio da área para Naldo, que chutou por cima do gol, na saída do goleiro Rodrigo Ramos. O time maranhense só conseguiu levar perigo dois minutos depois. Como no lance do gol sofrido, o Sampaio fez a reposição de lateral para dentro da área da lateral esquerda e o zagueiro Rafael Donato cabeceou para trás e a bola sobrou para Lucas Sotero dentro da área. Ele tocou para Pimentinha, que chutou no ângulo esquerdo, mas Aranha fez uma ótima defesa, mandando a bola para escanteio.

O Sampaio se soltou mais em campo e conseguiu levar perigo com Lucas Sotero chutando com liberdade de fora da área. A bola passou com muito perigo ao lado do gol. Aos 31’, o camisa 10 do tricolor maranhense arriscou de longe, assustando o goleiro do JEC.

Dez minutos depois, o Joinville selou a vitória. Reginaldo cruzou rasteiro para a área. A bola passou por Heliardo e Carlos Alberto recebeu, girou sob a marcação adversária e chutou para fazer o segundo gol do time da casa e o seu segundo na partida.

O segundo tempo não reservou grandes momentos para ambas as torcidas. Lucas Sotero tentou levar perigo nas cobranças de falta e Edgar arriscou de fora da área, mas a Bolívia Querida não conseguiu obrigar o goleiro Aranha a trabalhar. Edgar ainda sofreu um pênalti claro não assinalado pela arbitragem, prejudicando a equipe, já que poderia mudar a cara do jogo. Aos 38 minutos, o camisa 10 do time maranhense cobrou escanteio e Luiz Otávio desviou de cabeça na primeira trave. A bola passou muito perto do gol. A partida chegou ao fim e mais uma vez o Sampaio voltou a ocupar a lanterna da competição.

O time da casa começou bem o jogo, dominando as ações ofensivas. A marcação do Sampaio estava frouxa e a defesa estava bastante perdida. O lado esquerdo defensivo deu bastante espaço para o adversário, nota-se pelos gols sofridos. No segundo tempo, os dois times abdicaram de jogar e não criaram nada. O Joinville se fechou no campo de defesa, natural devido à vantagem no placar. O tricolor maranhense dominou a posse de bola, mas foi ineficiente no sistema ofensivo. A bola não chegou limpa uma vez sequer para o centroavante Elias finalizar. O time arriscou alguns chutes de fora da área, sem espaço para trabalhar na entrada da área, já que o time da casa marcava com uma densidade apertada.

Na próxima rodada, a Bolívia Querida voltará aos seus domínios para receber o Bahia, na sexta-feira (15), às 21h30, no Estádio Castelão. O Sampaio está a cinco pontos de sair da zona de rebaixamento, apesar da posição delicada.

FICHA DO JOGO:
JOINVILLE 2 X 0 SAMPAIO CORRÊA

Local: Arena Joinville – Joinville (SC)
Data/Horário: 09 de Julho de 2016, às 16h
Gols: Carlos Alberto, aos 11’ e 41’ 1ºT (Joinville)
Cartões amarelos: Diego, Matheus Bertotto e Carlos Alberto (Joinville); Felipe Baiano (Sampaio)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Público: 4.887

Joinville: Aranha; Reginaldo, Rafael Donato, Ligger e Diego; Naldo, Matheus Bertotto, Diones (Thomás e depois Murilo), Everton Silva (Cléo Silva) e Carlos Alberto; Heliardo. Técnico: Lisca

Sampaio Corrêa: Rodrigo Ramos; Éder Sciola, Wágner Fogolari, Luiz Otávio e Renan Luís; Renan Ribeiro (Paulo Marcelo), Felipe Baiano e Lucas Sotero; Pimentinha (Rayllan), Edgar (Jean Carlos) e Elias. Técnico: Wagner Lopes

Marcos Fernandes || Twitter: @poetafernandes

Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.