Header Ads

Griezmann decide mais uma e França vai à final da Eurocopa

Na última quinta-feira (07), França e Alemanha se enfrentaram às 16h no Stade Velódrome, em Marseille, em partida válida pela semifinal da Eurocopa. A expectativa era de um grande jogo entre as duas equipes e as expectativas foram cumpridas. A França era a dona da casa e isso pesava a seu favor, enquanto a Alemanha tinha um forte retrospecto contra donos da casa em semifinais - eram seis vitórias e apenas uma derrota -, o que levou os alemães brincar no twitter afirmando que fariam o 7x1 contra a França, em alusão à goleada aplicada no Brasil em 2014.


A Alemanha se equivocou - e muito - quando acreditou que chegaria ao "7x1" diante da França, que provou durante os 90 minutos que não repetiria o Brasil, assim como Marseille não era Belo Horizonte e o Velódrome não era o Mineirão. No final das contas, a Alemanha se despediu mais cedo que o esperado graças a Griezmann, que caminha a passos largos para ser o craque e o artilheiro da competição.

1º TEMPO:

A Alemanha fez um ótimo primeiro tempo, sendo bem consistente, controlando o meio-campo e deixando Neuer "tranquilo e favorável". Logo no início do jogo, Griezmann até assustou com um chute rasteiro, mas o arqueiro alemão não teve muitas dificuldades para defender. Mas o que mais assustou a Alemanha foi a incapacidade de controlar a sua mão. Nas quartas de final, Boateng tocou a bola com a mão e cedeu um pênalti para a Itália, que quase custou à eliminação alemã. Dessa vez, Schweinsteiger subiu pra disputar a bola com Evra em lance de bola levantada na área e tocou a redonda com a mão. O árbitro assinalou o pênalti aos 47 minutos e Griezmann não perdoou. Bola para um lado, Neuer para o outro e 1x0 no placar para os franceses.

Foto: Reuters
2º TEMPO:

Na etapa complementar, a expressão de Löw já dizia tudo: a Alemanha não conseguia reagir e tampouco, construir oportunidades no jogo. Enquanto os alemães tentavam se reestruturar, os franceses apenas esperavam para dar o bote e sacramentar a classificação. O bote veio aos 27 minutos, quando Pogba teve a bola dentro da área, bateu cruzado para a defesa de Neuer, que espalmou para o meio da área. No rebote, Griezmann, que estava no lugar certo, na hora certa, só precisou escorar a redonda para o fundo do gol e fazer França 2x0 Alemanha.


Alemanha: O fim de um sonho

No primeiro tempo, um jogo com total domínio alemão. Schweinsteiger, o capitão oficial da seleção que estava se recuperando de lesão e sempre entrando na segunda etapa, hoje foi titular na vaga de Khedira, machucado no jogo passado contra a Itália.

Dominando a posse de bola e chegando aos poucos no gol dos franceses, achava-se que a Alemanha sairia vencedora da partida por dominar as ações, mas acabou sendo surpreendida no final da primeira etapa. Schweinsteiger que ganhava a condição de titular na vaga de Khedira acabou colocando a mão na bola dentro da área nos minutos do primeiro tempo, sendo assim, pênalti para a França. Curioso é que no jogo passado contra a Itália, Boateng também havia colocado a mão na bola em disputa na área. Griezmann foi para a cobrança e deslocou Neuer, 1 a 0.

Na segunda etapa, se esperava uma atuação mais ofensiva alemã. Tentativas de finalização sempre falhando, e nada de bola na rede. No aniversário de 42 anos do bicampeonato alemão na Copa do Mundo de 74, onde nesse jogo a Alemanha também começou perdendo com gol de pênalti, mas conseguiu a virada para 2 a 1. Era uma grande coincidência, e se acreditava que podia ser repetida, mas não se repetiu.

Aos 27' o adeus, o até logo. Cruzamento na área, Neuer afasta de forma errada e Griezmann marcou, e se consolidou como melhor em campo e um dos favoritos a melhor jogador da Euro. Fim de jogo, vitória francesa por 2 a 1. Os alemães se despedem da Euro com um sentimento amargo. Talvez pelas falhas individuais repetidas, bola levantada na área e mão de um jogador alemão. Agora é pensar na qualificação para a Copa do Mundo de 2018, e na Copa das Confederações de 2017.

O próximo jogo:
Foto: twitter @UEFAEURO
A França, finalista, volta a campo no próximo domingo (10), às 16h no Stade de France em Saint-Denis para enfrentar Portugal. A história da Champions League se repete: Griezmann deixa Neuer e os alemães pelo caminho e enfrenta Cristiano Ronaldo e Cia na grande final. Quem ficará com a taça? Isso você só confere aqui no Linha de Fundo, com a transmissão em tempo real no nosso twitter @SiteLF.

LEO FERNANDES || @leo_fernandes_9
FELIPE CALHEIROS
LINHA DE FUNDO || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.