Header Ads

O Remão apareceu

No último domingo (10), Remo e Fortaleza se enfrentaram no Estádio Olímpico do Pará, pela oitava rodada da Série C. O Fortaleza chegava com o líder do Grupo A e o Remo buscava voltar para a zona da classificação após derrota amarga para o Salgueiro. O técnico Waldemar Lemos não teve uma boa estreia, mas parece que a derrota passada serviu de gancho para modificar o time e finalmente conseguir instalar no Leão azul um padrão de jogo. Remão dominou a partida do início ao fim e a primeira vitória dentro de casa veio.

Fonte: ASCOM Clube do Remo
Essa vitória não só veio para ajudar o time no campeonato, como serviu também de afago aos ânimos exaltados nessa semana dentro do clube por conta do roubo da Taça Caracas 1950, de dentro de própria sede do Remo. O roubo causou certa revolta na torcida por conta do desleixo dos seguranças (que sim, estavam no local) e não notaram nada. O furto foi filmado pelas câmeras de segurança (sim, também temos câmeras) e a Taça no dia seguinte foi encontra e já está na sede novamente. Quando eu digo que tudo acontece no Remo...

Antes do jogo, homenagem à conquista do Torneio Internacional de Caracas - 1950
Fonte: ASCOM Clube do Remo
Voltando ao milagre, digo, ao jogo, logo no início do primeiro tempo, o Remo chegou ao ataque com Ciro, que chutou para fora. Um minuto depois, Ciro novamente arriscou com um chute cruzado rasteiro, mas o goleiro Berna defendeu. Aos dois minutos, o Leão chegou ao ataque novamente com Levy (eu disse que era milagre) que tentou, mas a bola foi pela LINHA DE FUNDO. O Fortaleza respondeu logo depois com Pio, que chutou forte direto para a defesa do Fernando Henrique. Aos vinte e seis, Levy fez bela jogada e arriscou, mas o goleiro Berna defendeu.

Finalmente, aos vinte e nove minutos, ele, o maestro Eduardo Ramos, abriu o placar no Mangueirão após um cruzamento de Edno. Aos trinte e sete minutos, Eduardo Ramos quase marcou o segundo, mas a bola sofreu desvio de Edimar. Mesmo ganhando, o Remo continuou pressionando até o fim do primeiro tempo. O que fizeram com o meu Remo? Deixem assim.

O segundo tempo começou e o Fortaleza chegou mais acordado no jogo, já pressionando e tentando chegar explorando a lateral direita. Eles chegam e Pio cabeceou em cima de Fernando Henrique, que defendeu como pôde. Logo depois, o Remo retomou a postura do primeiro tempo e voltou a assumir o domínio. Aos dezessete minutos, Levy em outra bela jogada chutou forte e Berna espalmou.

O Remo seguiu pressionando até que, finalmente, aos quarenta minutos, Edno aproveitou a chance, chutou forte e marcou o segundo gol do Remão, que mais do que nunca foi REMÃO em uma partida. E não parou por aí, aos quarenta e oito minutos, Ciro tentou deixar o dele com uma boa jogada e chute forte, mas Berna conseguiu desviar a bola.

Estou sem palavras para descrever o Remo nesta partida. Ele não só ganhou o então líder do seu grupo, como também venceu e convenceu (clichê). Enfim, Waldemar Lemos está dando a cara para o time e gostei desse perfil de jogo. Que continue contundente assim. Com essa vitória, o Leão assume a quarta colocação no Grupo A, com doze pontos. O líder agora é o Botafogo da Paraíba, com quinze pontos.

REMO
Fernando Henrique; Levy; Henrique; Max; Wellington Saci; Michel Schmöller Yuri; Hericles; Eduardo Ramos; Edno; Ciro

FORTALEZA
 Ricardo Berna; Railan; Lima; Edimar; Elivelton; Juliano; Pio; Felipe; Everton; Anselmo; Bruninho

PRÓXIMO JOGO
No dia 16, sábado, o Remo enfrentará o América-RN na Arena das Dunas.

Texto: @Angel_Caldeira

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.