Header Ads

Diário de um freguês

A palavra Chapecoense na vida de um torcedor do Fluminense, causa dores de cabeça intermináveis, desde que subiu para a série A do Brasileirão, o Verdão segue invicto nos confrontos contra os cariocas, são cinco vitórias e um empate.

Foto: Jorge Rodrigues/Agência Eleven/Gazeta Press
Relembrando um pouco os confrontos, como não lembrar da antológica goleada aplicada pela Chape em 2014, ou a virada em 2015 por 3x2 quando a equipe se livrou de qualquer possibilidade de rebaixamento, jogando ambas partidas no mágico Maracanã.

Em 2016 jogando na Arena Condá, o Flu enfim conseguiu roubar um ponto do Verdão, quando segurou o empate em 0x0. Já na partida desta quinta-feira (15), tudo voltou a sua normalidade, em um primeiro tempo abaixo do que se espera, a equipe voltou a campo decidida a sair com a vitória, e com gols de Dener e Lourency, virou o placar e garantiu mais um ano de freguesia contra os cariocas.

O técnico Caio Júnior vem fazendo um grande trabalho frente a Chapecoense, para este duelo, resolveu poupar o capitão Cleber Santana, Josimar que voltava de suspensão ficou com a vaga, ao lado de Gil e Matheus Biteco. Outra alteração foi a saída de Bruno Rangel, e a nova chance ao atacante Tiaguinho, vindo do Metropolitano.

Com ótimo público, quem começou atacando na primeira etapa foram os donos da casa, que vindo de ótima fase, abriram o placar logo aos 4 minutos, quando Scarpa cobrou falta na cabeça de Cícero, que livre de marcação empurrou para o fundo das redes. O gol inflamou ainda mais o torcedor, que jogava junto com a equipe, que por pouco não ampliou novamente com Cícero, chutando da entrada da área, que passou perto da meta, e depois na cabeçada do volante, para brilhante defesa de Danilo.

Do lado da Chapecoense, a equipe enfrentava sérios problemas na armação de jogadas, e não conseguia encaixar os contra-ataques, na melhor oportunidade Josimar dominou no peito, e chutou forte, passando muito próximo a meta de Júlio César.

Com o placar em desvantagem, Caio Júnior não estava satisfeito, sacando Matheus Biteco e voltando pra a segunda etapa com o capitão Cleber Santana. O Fluminense por sua vez fez duas alterações, Maranhão ex Chape e Ayrton entraram nas vagas de Magno Alves e William Matheus.

O Verdão precisava sair para o ataque, com a qualidade do capitão, não demorou para empatar a partida, em jogada rápida, Tiaguinho avançou pela esquerda e encontrou Dener, na entrada da área, o lateral bateu cruzado, sem chances para o Júlio César, empatando a partida.

Com o empate no placar, o Flu teve que sair em busca da vitória, logo em seguida Marcos Júnior bateu forte, Danilo fez grande defesa, no rebote foi a vez de Cícero chutar, e o goleiro pular no cantinho para salvar novamente.

Aos 15 minutos, a estrela de Caio Júnior brilhou novamente, o técnico tirou Arthur Maia e colocou o jovem Lourency, vindo da base do Verdão. Na primeira o garoto puxou belo contra-ataque em velocidade, cortou o marcador, mas finalizou mal, desperdiçando boa oportunidade. Mas na segunda não deu chances para o goleirão Júlio César, nos minutos finais, Cleber Santana cruzou, Josimar desviou no primeiro pau, e a bola caiu livre para Lourency, que de cabeça só empurrou para o fundo das redes, garantindo mais três pontos e a escrita nos confrontos diante dos cariocas.

A vitória rendeu diversas zoações na internet, os internautas não perdoaram mais uma vitória e a freguesia sobre o Flu. Já em campo vimos um primeiro tempo desastroso, percebemos o quanto Cleber Santana é importante, sendo o cérebro da equipe. Com ele em campo na segunda etapa, a velocidade de Tiaguinho e o oportunismo de Dener e Lourency, a virada foi questão de tempo. Vale destacar também as seguidas grandes atuações do goleiro Danilo, que parece ter reencontrado o futebol de 2014, o goleiro que salvou a equipe diante do Coxa, voltou a operar milagres, garantindo mais uma vitória.

O Verdão não tem muito descanso, e inicia uma maratona de jogos importantes, no domingo (18), recebe a Ponte Preta, na Arena Condá, às 16h. Uma vitória deixa a equipe ainda mais próxima do G4. Já no meio de semana, viaja para a Argentina, para enfrentar o Independiente, que eliminou o Lanús e duela com a Chape na Copa Sul-Americana, as datas e horários ainda a definir.

Aos amigos tricolores, só resta esperar até ano que vem, ou melhor vocês nem pensarem na Chapecoense, evitando qualquer tipo de pesadelo durante suas noites de sono. Faltam 8 pontos para o primeiro objetivo, que é evitar o rebaixamento, em seguida é hora de pensar maior, já que alguém tem que representar e orgulhar o estado de Santa Catarina, coisa que nossos queridos rivais tanto na série A, quanto na série B não vem fazendo, um abraço!


Marcelo Weber || @acfmarcelo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.