Header Ads

Flu é prejudicado e dá adeus à Copa do Brasil

Fluminense FC 21.09.2016

Sempre evito dar a culpa de um derrota apenas à arbitragem. Um lance de impedimento ou uma falta mal marcada são citados de passagem nos meus textos. Gosto de pensar que todos podem errar e, em alguns casos, o juiz acaba se equivocando. Infelizmente, o jogo contra o Corinthians pela Copa do Brasil não pode ser comentado sem darmos grandes deméritos ao juiz Rodolpho Toski Marques.

O jogo começou com o Tricolor jogando bem, criando jogadas e cavando faltas perto da área. Em oito minutos já tínhamos balançado a rede duas vezes em cobranças levantadas para a área, mas Cícero estava impedido em ambas oportunidades. Os gols serviram de gás para o Fluminense, que continuou em cima tentado marcar um gol legal. A falta de criatividade e a boa defesa alvinegra, no entanto, deixavam nossa tarefa bastante complicada. No final do primeiro tempo, Cícero sofreu pênalti claro ao tentar subir para cabecear um cruzamento e o juiz fingiu que não viu.

Veio o segundo tempo e Levir Culpi colocou Richarlison no lugar de Wellington, com dores. Continuamos, entretanto, com as mesmas dificuldades de criar boas jogadas com a bola no chão e continuamos apelando às bolas aéreas. Em umas dessas, com 15 minutos, o garoto que entrou no intervalo balançou as redes, mas o gol foi mais uma vez anulado. O detalhe curioso foi a demora para que árbitro e auxiliar decidissem evitar, corretamente, o gol Tricolor. O Corinthians acabou acordando depois do susto e resolveu jogar futebol. Para nosso azar, não precisaram de fazer muita pressão e Rodriguinho, aos 23, acabou abrindo o placar. O gol tomado não mudava o curso do jogo, uma vez que precisávamos de marcar, mesmo com o placar em 0 a 0. No final do jogo, quando o Flu tentava a pressão final, Marquinho foi exageradamente expluso por reclamação e ainda teve outro pênalti não marcado quando Richarlison entrava na área. Acabamos eliminados.

Fluminense FC 21.09.2016
Richarlison domina com o ombro e é tocado por baixo. Pênalti não marcado no final do jogo
Foto: Mailson Santana/Fluminense FC 
Agora, já são três anos seguidos com erros contra o Fluminense em Itaquera. Como Gum bem lembrou: 2014 tivemos o gol mal anulado do Henrique, 2015 o gol mal anulado do Cícero e agora dois pênaltis não marcados e uma expulsão ridícula. Acontece que nosso próximo jogo é contra o Corinthians em Itaquera de novo. Dessa vez, Daronco que apitará. Ele já nos prejudicou contra Palmeiras e Chapecoense no ano passado. Vamos ver se ele cometerá os mesmos erros domingo.

Saudações Tricolores

Matheus Garzon

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.